Verstappen tira pole de Russell e larga na frente na Bélgica após acidente de Norris

Max Verstappen conquistou a pole-position depois de tirar a posição de honra de George Russell na volta final da classificação em Spa-Francorchamps. Lewis Hamilton vai largar em terceiro

O acidente de Lando Norris na classificação do GP da Bélgica de F1 (Vídeo: F1)

A classificação do GP da Bélgica, na tarde deste sábado (28) em Spa-Francorchamps, teve um grande susto em razão do grave acidente sofrido por Lando Norris, mas teve também uma grata surpresa com a espetacular performance de George Russell. O piloto da Williams ficou muito perto de conquistar a pole-position, mas foi superado na volta final por Max Verstappen, que vai largar na frente na 12ª etapa da temporada 2021 da Fórmula 1.

Verstappen marcou 1min59s765 no apagar das luzes da classificação em Spa. Antes, Russell surpreendeu o mundo da Fórmula 1 com uma grande volta com os pneus intermediários e marcou a pole provisória, com tempo que não foi superado sequer por Lewis Hamilton, que vai largar em terceiro lugar. Mas Verstappen colocou a Red Bull na posição de honra com tempo 0s321 mais rápido que o do prodígio britânico.

MAX VERSTAPPEN; GP DA BÉLGICA; SÁBADO; SPA-FRANCORCHAMPS;
Max Verstappen marca pole em classificação imprevisível na Bélgica (Foto: Lars Baron/Getty Images/Red Bull Content Pool)

Mas outro prodígio, Lando Norris, despontou com grandes chances de marcar a pole se não fosse pelo grave acidente sofrido no começo do Q3. O piloto da McLaren liderou o Q1 e o Q2 e perdeu a chance de conquistar outro resultado notável nesta temporada.

Daniel Ricciardo, em sua melhor classificação com a McLaren, vai largar em quarto, enquanto Sebastian Vettel vai dividir a terceira fila do grid com Pierre Gasly. Sergio Pérez vai partir em sétimo e terá a companhia de Esteban Ocon ao seu lado, já que Valtteri Bottas, que obteve o oitavo tempo no Q3, vai pagar uma punição de 5 posições no grid, em razão do incidente na largada na Hungria, e vai sair só em 13º. Norris, então, larga em nono com Charles Leclerc a completar o top-10.

GEORGE RUSSELL; GP DA BÉLGICA; CLASSIFICAÇÃO; Q1;
George Russell ficou muito perto de conquistar a pole em Spa (Foto: Fórmula 1/Twitter)

VÍDEO
+Norris sofre forte acidente na subida da Eau Rouge na classificação do GP da Bélgica

O GP da Bélgica está marcado para 10h (de Brasília, GMT-3) deste domingo, com transmissão AO VIVO e em TEMPO REAL no GRANDE PRÊMIO. Uma hora antes, o Briefing, programa ao vivo na GP TV, o canal do GRANDE PRÊMIO no YouTube, traz o pré-corrida com as últimas informações direto de Spa-Francorchamps.

TUDO SOBRE A CLASSIFICAÇÃO DO GP DA BÉLGICA DE FÓRMULA 1 | BRIEFING

Saiba como foi a classificação do GP da Bélgica de F1

Como foi desde o começo do dia, o sábado em Spa-Francorchamps teve muita chuva, e não foi diferente para a classificação da Fórmula 1. As condições antes da abertura do pit-lane fizeram a direção de prova mandar Bernd Mayländer para a pista, a bordo do safety-car, para checar as condições do asfalto.

Bernd Mayländer reconheceu a pista molhada a bordo do safety-car (Foto: Reprodução/F1)

Não houve alternativa a não ser o adiamento do início da classificação na Bélgica. Não havia condições em razão não apenas da chuva forte, mas também da neblina ao redor do circuito. A temperatura ambiente era de 14ºC.

Depois de novas avaliações sobre as condições da pista, a direção de prova determinou novo horário para o início da classificação: 10h12 (de Brasília).

Q1: Norris voa e Williams anda bem no molhado em Spa

Uma grande fila de carros se formou na saída do pit-lane para a abertura do Q1 em Spa-Francorchamps. A grande maioria deixou os boxes com pneus para chuva extrema (identificados pela cor azul), mas George Russell e Nicholas Latifi optaram pelos compostos intermediários.

O que esperar da segunda parte da temporada 2021 da Fórmula 1? Ouça tudo no Paddockast #118

Latifi chegou a escapar e rodar, mas as condições da pista já davam o indício que os pneus intermediários entregavam mais desempenho.

Os primeiros tempos foram na casa de 2min10s, bem acima de 1min56s9 que Max Verstappen registrou no treino livre 3. Mas as marcas começaram a cair com o passar dos carros na pista. Foi aí que os pneus intermediários deram resultado. Russell marcou 2min02s068 e assumiu a ponta de forma provisória, com Latifi completando o 1-2 da Williams. Como consequência, as demais equipes também decidiram usar os pneus de faixa verde.

A liderança de Russell durou até 5 minutos para o fim do Q1. Primeiro foi Carlos Sainz a melhorar e assumir a ponta. Depois, o espanhol foi superado por ‘Checo’ Pérez e por Daniel Ricciardo, com todos virando na casa de 2min01. Em seguida, o piloto da Williams fez outra grande volta para reassumir a liderança com 2min00s035. Mas Max Verstappen quebrou a barreira dos 2min e Lando Norris deixou o holandês para trás ao virar 1min58s776, uma grande volta. Lewis Hamilton aparecia na quarta colocação.

Verstappen chegou a tomar a ponta de Norris depois de cravar 1min58s717, mas Lando respondeu em seguida com outro grande tempo: 1min58s301. Hamilton foi o terceiro no Q1, seguido por Pérez e Russell, que colocou a Williams à frente de Bottas. Sebastian Vettel foi o sétimo, enquanto Pierre Gasly, Charles Leclerc e Latifi fecharam a lista dos dez primeiros. 12º, Daniel Ricciardo levou nada menos que 3s282 do companheiro de equipe.

Foram eliminados Antonio Giovinazzi, Yuki Tsunoda, Mick Schumacher, Kimi Räikkönen e Nikita Mazepin. O veterano finlandês não escondeu a irritação por se ver fora da sequência da classificação: “É um desastre do caralho”, bradou.

LANDO NORRIS; GP DA BÉLGICA; SPA-FRANCORCHAMPS; CLASSIFICAÇÃO;
Lando Norris voou no Q1 e liderou a primeira parte da classificação em Spa (Foto: Fórmula 1/Twitter)

Q2: Norris brilha de novo, e dupla da Ferrari fica fora

Em grande forma, Norris assumiu a dianteira da segunda fase da classificação logo no começo ao marcar 1min57s235. Com pilotagem notável, o prodígio era a grande estrela da classificação. Verstappen fez boa volta, mas não o bastante para superar o britânico e aparecia em segundo na tabela dos tempos, 0s136 atrás, enquanto Vettel era o terceiro com 6min30s para o fim do Q2.

Lando melhorou ainda mais ao cravar 1min57s041, enquanto a dupla da Mercedes só conseguia se colocar momentaneamente entre os dez primeiros: Hamilton aparecia só em oitavo, duas posições à frente de Bottas depois que Ricciardo também fez bela volta para se colocar em quinto.

Mas Verstappen mostrou que não poderia ser descartado. O holandês anotou 1min56s559 e superou Norris por 0s482. Naquele momento, Hamilton havia caído para décimo, enquanto Bottas estava somente em 12º. Esteban Ocon e Fernando Alonso também estavam na zona da eliminação.

FERRARI; FÓRMULA 1; GP DA BÉLGICA;
A Ferrari ficou fora da fase final da classificação com seus dois pilotos (Foto: Scuderia Ferrari)

As condições do asfalto estavam cada vez melhores nos minutos finais do Q2. Vettel, historicamente dono de grande performance na chuva, subiu para segundo com 1min56s814. Mas a posição do tetracampeão não durou muito. Norris fez outra volta espetacular para virar 1min56s025. Hamilton se garantiu para o Q3 com o segundo melhor tempo, enquanto Bottas escapou da eliminação para se posicionar em terceiro. Gasly também foi bem, em quarto, enquanto Verstappen ficou em quinto.

Também seguiram para o Q3 Vettel, Pérez, Russell, Ricciardo e Ocon. Já a Ferrari amargou a eliminação com seus dois pilotos: Leclerc ficou fora, com o 11º tempo no Q2, enquanto Carlos Sainz foi só o 13º. Latifi, que fez grande apresentação, não conseguiu se colocar entre os dez, mas conseguiu seu melhor grid na F1, em 12º. Alonso e Stroll também deram adeus à sessão.

Q3: Russell quase marca pole em sábado de festa para Verstappen

A classificação em Spa tinha pela frente um desfecho imprevisível principalmente porque a chuva apertou brutalmente. Via rádio, Vettel avisou que as condições eram críticas e que o ideal, naquele momento, era paralisar o treino com bandeira vermelha. De forma temerária, a direção de prova optou por seguir em frente com o Q3.

LANDO NORRIS; ACIDENTE; SPA-FRANCORCHAMPS; GP DA BÉLGICA;
Lando Norris bateu muito forte ao escapar na Eau Rouge (Foto: Fórmula 1/Twitter)

Quando estava em volta rápida, Norris escapou ao percorrer a curva Eau Rouge e bateu muito forte nas barreiras de proteção. Só então foi que a direção de prova acionou a bandeira vermelha. Preocupado com as condições do colega de trabalho, Vettel parou o carro ao lado da McLaren destruída e só seguiu em frente quando teve certeza que Lando estava bem.

Ao tranquilizar a McLaren sobre suas condições, Norris lamentou o acidente. “Perdão, caras. Decepcionei vocês. Foi mal”. Foi assim que saiu de cena aquele que surpreendeu ao despontar como grande candidato à pole em Spa.

Acidente de Lando Norris no Q2 do GP da Bélgica (Foto: Reprodução/F1 TV)

Além da paralisação para que os fiscais de pista pudessem fazer os reparos nas barreiras de proteção, desabou em Spa um verdadeiro temporal, o que adiou ainda mais o recomeço da classificação. O cronômetro estava travado em 8min59s.

Depois de 30 minutos de muita espera, a direção de prova confirmou a retomada da classificação para 11h45 (de Brasília), ou 16h45 pelo horário local. Os pilotos e as equipes tiveram três minutos a mais antes do regresso à pista. Ocon foi o primeiro piloto a alinhar na saída do pit-lane. O francês foi para a pista com pneus de chuva extrema, mas Verstappen, Pérez, Hamilton, Bottas e Vettel optaram pelos intermediários. Depois, Ocon voltou para os boxes para trocar para os intermediários.

Na primeira volta rápida, Hamilton virou 2min01s552, enquanto Bottas marcou 2min03s093. Verstappen foi bem no primeiro setor, mas perdeu tempo na sequência da volta e se colocou em segundo, 0s973 mais lento que Hamilton. Vettel aparecia em quarto, Gasly em quinto e Pérez em sexto.

LEWIS HAMILTON; FÓRMULA 1; GP DA BÉLGICA; SPA-FRANCORCHAMPS; SÁBADO
Lewis Hamilton lutou pela pole até o fim, mas vai largar em terceiro (Foto: Mercedes)

Ainda havia tempo pelo menos para mais uma tentativa para quem estava na pista. A decisão foi no minuto final.

Pérez pulou para segundo ao virar tempo 0s560 mais lento que Hamilton, deixando Verstappen para trás. Mas era Russell quem vinha com melhor tempo no primeiro setor, trazendo enorme expectativa para a sequência da sua volta. George cravou 2min00s086 e confirmou a pole provisória. Hamilton passou a apenas 0s013 da marca do compatriota.

Restava somente Max Verstappen. Com tempo 0s321 mais rápido, o holandês superou Russell e confirmou a pole em uma improvável classificação no GP da Bélgica. Um sábado tenso, mas surpreendente e memorável para a F1.

*ATUALIZAÇÃO: Horas após a classificação, a FIA puniu Norris com a perda de cinco posições no grid de largada. O motivo é a troca do câmbio do carro laranja por parte da McLaren, algo forçado pelo forte acidente.

F1 2021, GP da Bélgica, Spa-Francorchamps, grid de Largada:

1M VERSTAPPENRed Bull Honda 1:59.765 
2G RUSSELLWilliams Mercedes 2:00.086+0.321
3L HAMILTONMercedes 2:00.099+0.334
4D RICCIARDOMcLaren Mercedes 2:00.864+1.099
5S VETTELAston Martin Mercedes 2:00.935+1.170
6P GASLYAlphaTauri Honda 2:01.164+1.399
7S PÉREZRed Bull Honda 2:02.112+2.347
8E OCONAlpine 2:03.513+3.748
9C LECLERCFerrari 1:57.721
10N LATIFIWilliams Mercedes 1:58.056
11C SAINZFerrari 1:58.137
12V BOTTASMercedesP+52:02.502+2.737
13F ALONSOAlpine 1:58.205
14L NORRISMcLaren MercedesP+5 
15A GIOVINAZZIAlfa Romeo Ferrari 2:02.306+2.541
16Y TSUNODAAlphaTauri Honda 2:02.413+2.648
17M SCHUMACHERHaas Ferrari 2:03.973+4.208
18K RÄIKKÖNENAlfa Romeo Ferrari 2:04.452+4.687
19N MAZEPINHaas Ferrari 2:04.939+5.174
20L STROLLAston Martin MercedesP+51:58.231
  Tempo 107% 2:08.149+8.384

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar