Verstappen diz que “volta da pole” no México foi destruída após erro de Tsunoda e Pérez

Max Verstappen relatou falta de equilíbrio no carro, mas entende que isso não seria o bastante para prejudica-lo na luta pela pole no México. Ao falar sobre o incidente logo à sua frente, com Yuki Tsunoda e Sergio Pérez, o piloto afirmou: “Achei que era uma bandeira amarela”

F1 NO MÉXICO AO VIVO! BOTTAS É POLE, HAMILTON É 2º E VERSTAPPEN XINGA MUITO NO RÁDIO | Briefing

O sábado (6) no Autódromo Hermanos Rodríguez se desenhava com o favoritismo de Max Verstappen na luta pela pole do GP da Cidade do México de Fórmula 1. De fato, o líder do campeonato mostrou força nos treinos livres e também nos dois primeiros segmentos da sessão classificatória. Contudo, na hora de buscar a posição de honra no Q3, o holandês teve de lidar com dois problemas inesperados: a queda brusca do equilíbrio do carro da Red Bull e um incidente logo à sua frente. E justamente com dois carros da marca dos energéticos.

Verstappen fez sua primeira volta rápida em 1min16s225, mas foi superado pelo surpreendente Valtteri Bottas, que marcou 1min15s875, tempo que lhe valeu a pole-position no México, enquanto Lewis Hamilton marcou 1min16s020. Ainda houve tempo para uma tentativa derradeira, mas foi aí que aconteceu o incidente.

No miolo do circuito, Yuki Tsunoda escapou da pista, e Sergio Pérez, que estava próximo ao japonês, também passou pela grama. Verstappen disse que se assustou e tirou o pé por alguns segundos. Foi o que bastou para arruinar de vez qualquer tentativa de buscar a pole no México. O dono do carro #33 teve de se contentar com o terceiro lugar no grid.

MAX VERSTAPPEN; RED BULL; GP DA CIDADE DO MÉXICO; F1; FÓRMULA 1;
Max Verstappen não escondeu a decepção por ficar sem a pole no México (Foto: Francisco Guasco/Red Bull Content Pool/Getty Images)

“Parece que o equilíbrio caiu um pouco durante a classificação. E, na verdade, na última volta, estava pronto para uma boa volta e não sei o que aconteceu na minha frente, mas tinha dois caras escapando”, explicou Max em entrevista logo depois da classificação.

“Achei que era uma bandeira amarela, mas então tirei o pé e a volta ficou destruída, claro”, lastimou.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Verstappen completou sua volta rápida escorregando ao sair da curva 17 para a reta dos boxes. Mas mesmo com a falta de equilíbrio do carro, o piloto entende que seria pole se não fosse pelo incidente que envolveu Pérez e Tsunoda. “Mesmo com isso e sem um grande equilíbrio, acho que ainda poderíamos ter feito aquela volta da pole”.

O holandês foi perguntado também sobre um problema que a Red Bull detectou minutos antes da classificação, sobre o acionamento da asa móvel do carro. Mas Verstappen deixou claro que não houve nenhuma falha na hora da decisão.

“Tivemos de reparar, mas acho que tudo voltou ao normal no fim da classificação. Não é o ideal, mas não acho que seja uma razão pela qual a classificação foi uma batalha”, disse.

No fim das contas, Max sabe que é a hora de entender o que aconteceu e buscar a reação no domingo. “É simplesmente uma classificação que não foi boa para nós, mas não vamos usar esses pneus [macios, utilizados no Q3] amanhã. Ainda há muito pelo que lutar”, garantiu.

Fórmula 1 acelera com a disputa do GP da Cidade do México, 18ª etapa da temporada 2021, neste domingo a partir de 16h (de Brasília, GMT-3), com transmissão ao vivo da Band na TV aberta e do serviço de streaming F1 TV Pro. O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO e em TEMPO REAL.

Lance Stroll bateu e causou bandeira vermelha no começo do Q1 (Vídeo: Reprodução)
Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar