McLaren vê boa adaptação de motor Mercedes a chassi: “Sem surpresas desagradáveis”

James Key, diretor-técnico da escuderia inglesa, reforçou a ajuda que tem recebido pela equipe alemã e como tudo tem corrido até melhor do que o esperado em determinados aspectos

A McLaren já começou as preparações para receber a Mercedes como fornecedora de motores para 2021. James Key, diretor técnico da equipe de Woking, apontou que o trabalho de design do chassi MCL35M tem sido sem grandes problemas e exaltou a colaboração do time alemão em todo o processo.

Essa vai ser a terceira mudança de fornecedor de propulsores para a esquadra inglesa desde a introdução dos V6 híbridos turbo. Ao longo do período, os carros já foram empurrados pela Honda, atualmente estão com a Renault e, a partir do próximo ano, pela atual heptacampeã da Fórmula 1.

Inclusive, McLaren e a Mercedes vão reeditar uma parceria de grande sucesso da principal categoria do automobilismo mundial. Juntas entre os anos de 1995 e 2014, conseguiram quatro títulos mundiais – um de Construtores e três de Pilotos -, além de 78 vitórias e 76 poles. “Parece que tudo foi retomado de onde parou”, explicou Key em entrevista ao site RaceFans.

“Certamente há um vínculo técnico e pessoal muito próximo em alguns casos. Eles compartilharam informações que precisamos de uma forma muito rápida, estão muito abertos para perguntas, sugestões e ideias que estão dentro do acordo para nos ajudar”, destacou.

McLaren e Mercedes se juntam mais uma vez na F1 (Foto: Reprodução)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Para 2021, a escuderia de Woking vai ser a única com mudança de propulsores. Entretanto, enquanto corre contra o tempo para adaptar o chassi deste ano para o novo motor, teve de lidar com o fechamento da fábrica por um longo período de tempo por conta das normas de segurança impostas pensando no coronavírus.

“A Mercedes sabe que estamos sob pressão e com pouco tempo, além da incapacidade de conseguir trabalhar nisso desde o início do ano de forma empenhada. Então, tudo começou muito bem”, apontou o dirigente.

“Estamos fazendo alguns testes em suas instalações para assegurar que nosso sistema está instalado de uma maneira que funcione para ambos. Isso parece estar bem e estamos completando todo o programa nesse sentido”, emendou.

James ainda indicou que o trabalho em volta do MCL35M, o qual caracterizou como “com design diferente [de 2020], mas não é fundamentalmente modificado” para a instalação do motor Mercedes tem acontecido sem grandes problemas ou surpresas. “Já estou familiarizado em como essas transições funcionam. É bastante similar o tipo de trabalho que deve fazer de uma unidade de potência para a próxima”, falou.

“Há algumas diferenças arquitetônicas fundamentais na maneira que as unidades de potencia são distribuídas, mas é apenas o caso de identificar e instalar. Então, nenhuma surpresa desagradável ou ponto negativo apareceram. Tem tudo sido bastante normal e muitas surpresas agradáveis em alguns casos”, concluiu.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube