F1

‘Melhor do resto’ no GP da Austrália, Magnussen festeja “muito bom” sexto lugar e só lamenta por Grosjean

Kevin Magnussen foi o vencedor da chamada ‘F1 B’ neste domingo (17) de GP da Austrália ao ser o primeiro a cruzar a linha de chegada atrás das equipes de ponta. Com uma Haas que foi consistente do início ao fim da prova, o dinamarquês só lamentou por não ver seu companheiro de equipe completar a corrida, culpa de uma roda solta em Melbourne

Grande Prêmio / FERNANDO SILVA, de Sumaré
 
Magnussen fez uma boa largada, superou seu companheiro de equipe, Romain Grosjean, e só deixou de estar entre os seis primeiros colocados quando teve de fazer seu pit-stop, na volta 14. Depois, quando as posições foram restabelecidas, K-Mag não foi ameaçado e seguiu para conquistar um bom sexto lugar, marcando seus oito primeiros pontos no campeonato.
 
O fim de semana como um todo foi bastante positivo para a Haas, que conseguiu as sexta e sétima posições do grid de largada e colocou um carro entre os seis primeiros da prova. O resultado do time de Kannapolis poderia ter sido ainda melhor, não fosse um filme repetido de 2018
Kevin Magnussen terminou o GP da Austrália feliz da vida (Foto: Haas)
A equipe fez um pit-stop ruim no carro de Grosjean, com problemas especialmente na roda dianteira esquerda. Na volta 30, o franco-suíço teve de abandonar exatamente porque a roda com problemas ficou solta no carro quatro voltas depois do pit-stop.
 
Foi o único porém em um domingo que Magnussen considerou muito positivo no circuito Albert Park.
 
“Estou feliz sobre o dia hoje, foi um bom resultado. Obviamente, triste pela equipe não ter os dois carros terminando a prova. Claramente, Romain deveria estar em uma boa posição também, especialmente depois de nós dois termos feito uma boa classificação ontem, então fico chateado por este lado”, comentou.
 
“Sexto lugar para mim é muito bom, estou feliz com o dia. Fiz uma boa largada e tive um carro muito bom desde então. Consegui acelerar durante toda a corrida e cuidei bem dos pneus. Estou muito feliz com o início [de temporada]”, acrescentou o dinamarquês.