Mercedes crê que relação está sob controle e afirma que Rosberg não precisa de Hamilton para ser vice em 2015

Toto Wolff acha que não precisa mudar em nada a forma como lida com a rivalidade entre Lewis Hamilton e Nico Rosberg dentro da equipe prateada. E disse que o objetivo para as duas provas finais do campeonato é garantir o vice do alemão

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Lewis Hamilton e Nico Rosberg viveram uma temporada menos conturbada que a do ano passado e também menos combativa, apesar do carro fantástico que ambos têm nas mãos. Na verdade, o inglês foi muito superior, ganhou mais corridas, fez mais poles e soube garantir com antecedência o tricampeonato. Já o alemão não conseguiu mostrar a mesma competitividade que o levou até a última prova de 2014 com chances de título e agora a luta é apenas pelo vice-campeonato contra Sebastian Vettel.

 
O relacionamento entre ambos, antes motivo de dor de cabeça para cúpula da Mercedes, agora parece bastante estável e sob controle. Eles não são amigos, mas se respeitam e respeitam também as decisões da equipe. A opinião é de Toto Wolff, o chefe da esquadra prateada. Wolff não vê problema na maneira como o time vem lidando com a rivalidade entre Hamilton e Rosberg, disse que não há nada para mudar e que só espera profissionalismo. “Não, acho que não precisamos mudar nada”, disse o austríaco ao ser questionado pelo GRANDE PRÊMIO
Toto Wolff entende que Nico Rosberg não precisa de ajuda (Foto: AP)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

“Acho que o relacionamento entre eles está Ok neste momento. É tão bom quanto pode ser entre dois pilotos que disputam acirradamente um campeonato, com o mesmo carro, dentro da mesma equipe. Então, não posso esperar que sejam os melhores amigos”, completou.

“Mas é claro que neste ano tivemos altos e baixos, mas de forma geral foi tudo Ok, foi respeitoso. E todos tinham a consciência do que estava acontecendo”, acrescentou o dirigente.

 
E falando em consciência, Toto também deixou claro que a Mercedes está em um esforço para garantir o vice-campeonato para Rosberg e que esse trabalho inclui Hamilton. Wolff, entretanto, evitou falar em ajuda do inglês. “O principal objetivo da equipe agora é terminar o campeonato com uma dobradinha”, afirmou aos jornalistas no paddock de Interlagos. “E Lewis Hamilton está completamente ciente isso. É uma questão de equipe.”
 
“Mas Nico não precisa de nenhum apoio, nós já vimos que ele pode vencer corridas e que está muito forte, muito rápido. Ele não precisa que ninguém o ajude a ser vice-campeão”, encerrou.

A Mercedes já garantiu o Mundial de Construtores na Rússia, enquanto Hamilton assegurou a taça nos EUA. Agora só resta Rosberg, que vem 21 pontos à frente de Vettel, único piloto a quebrar a hegemonia prateada em 2015. E é o alemão quem sai na pole no GP do Brasil deste domingo.

O GRANDE PRÊMIO acompanha o GP do Brasil com grande cobertura 'in loco' com Flavio Gomes, Evelyn Guimarães, Fernando Silva e Rodrigo Berton. Acompanhe aqui.

(function(d, s, id) { var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)[0]; if (d.getElementById(id)) return; js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = “//connect.facebook.net/pt_BR/sdk.js#xfbml=1&version=v2.3”; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs);}(document, ‘script’, ‘facebook-jssdk’));

Quer ganhar um super kit do GRANDE PRÊMIO no GP do Brasil de F1? Então participe do 'Traz mais um no GP'.É simples:…

Posted by Grande Prêmio on Quinta, 12 de novembro de 2015

PADDOCK GP COM FELIPE MASSA: ASSISTA JÁ

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube