Mercedes pede revisão de não-punição a Verstappen por incidente com Hamilton em SP

Com base em nova evidência — leia-se, imagem da câmera onboard do carro de Max Verstappen, divulgada nesta terça-feira —, a Mercedes solicitou o direito de revisão da não-punição ao holandês no GP de São Paulo

Todos os ângulos da polêmica disputa entre Max Verstappen e Lewis Hamilton no Brasil (Vídeo: Fórmula 1)

A guerra entre Mercedes e Red Bull nos bastidores da Fórmula 1 ganhou mais um capítulo explosivo nesta terça-feira (16), menos de 48 horas depois do GP de São Paulo do último domingo. A equipe chefiada por Toto Wolff anunciou que vai pedir revisão da não-punição a Max Verstappen em disputa com Lewis Hamilton pela liderança na volta 48 da corrida em Interlagos.

Na ocasião, Verstappen espalhou na curva da Descida do Lago quando tinha a posição de dentro do trecho, enquanto Lewis estava do lado de fora. A manobra do holandês fez com que tanto Hamilton como o próprio Max escapassem na área de escape asfaltada do setor e logo voltaram à pista. Dez voltas depois, o britânico fez a ultrapassagem e rumou para uma vitória apoteótica.

LEIA TAMBÉM
+OPINIÃO GP: Hamilton traduz amor ao Brasil com recital em Interlagos que traz alma à F1
+FIA decidiu sobre incidente de Hamilton e Verstappen sem câmera frontal da Red Bull

MAX VERSTAPPEN; LEWIS HAMILTON; GP DE SÃO PAULO; F1; FÓRMULA 1;
Max Verstappen joga Lewis Hamilton para fora da pista em disputa pela liderança em SP (Foto: Reprodução)

Mas a direção de prova, depois de ter anotado o incidente entre os dois, optou por não punir ninguém, o que provocou a fúria de Toto Wolff, que considerou Verstappen culpado por ter jogado Hamilton para fora da pista e, portanto, passível de ser punido.

Mas nesta terça-feira, a Mercedes reagiu às imagens que a Fórmula 1 publicou e que mostram o incidente pela perspectiva da câmera onboard frontal do carro de Verstappen. A Mercedes, então, reagiu com a decisão de pedir revisão da não-punição imposta a Max no Brasil.

“A Mercedes confirma que, hoje, pedimos Direito de Revisão sob o Artigo 14.1.1 do Código Esportivo Internacional, em relação ao incidente da curva quatro, entre os carros 44 e 33, na volta 48 do GP de São Paulo de 2021, com base em novas evidências que estavam indisponíveis para os comissários no momento que a decisão foi tomada”, diz o comunicado da equipe anglo-alemã.

TOTO WOLFF; FÚRIA; GP DE SÃO PAULO; INTERLAGOS; GRANDE PRÊMIO;
Toto Wolff se enfureceu ao ver que Verstappen não foi punido em SP (Foto: Reprodução)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Por incidentes semelhantes ocorridos no GP da Áustria, por exemplo, Sergio Pérez sofreu duas punições, de 5s cada, por ter jogado para fora da pista Lando Norris e Charles Leclerc. Uma sanção semelhante a Verstappen mudaria a história do GP de São Paulo e, de certa forma, também do campeonato. Isso porque Valtteri Bottas, que terminou cerca de 3s atrás do holandês, poderia ter subido para segundo e deixaria Max em terceiro.

Tal cenário, em termos de campeonato, faria com que a diferença entre Verstappen e Hamilton fosse de 11, e não de 14 pontos na tabela do Mundial de Construtores.

A matemática diz que, numa possibilidade de Hamilton vencer o GP do Catar e Verstappen terminar em segundo e, duas semanas depois, o cenário for o mesmo, com Lewis vencedor do GP da Arábia Saudita e Verstappen logo atrás, os dois rivais chegariam a decisão do título na corrida derradeira do ano, em Abu Dhabi, rigorosamente empatados. O cálculo não considera uma eventual conquista do ponto extra por volta mais rápida nas duas próximas etapas do campeonato.

F1: Hamilton CONQUISTA Brasil + Retratação | Paddock GP 268
VERSTAPPEN JOGOU CARRO SOBRE HAMILTON EM SP E MERECE PUNIÇÃO?
Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar