F1 diz que Mercedes pode ter usado “alguns truques de foguetes” na preparação do W13

Pat Symonds, diretor técnico da Fórmula 1, comentou as inovações da Mercedes para a temporada de 2022, e destacou o intercooler feito em parceria com empresa de motores de foguete

HAAS ACERTA NA ESCOLHA DE MAGNUSSEN PARA TAPAR BURACO, MAS FUTURO NA FÓRMULA 1 É ASSUSTADOR

O novo design da Mercedes, exibido pela primeira vez nos testes de pré-temporada no Bahrein, chamou a atenção de todo o paddock da Fórmula 1. O modelo praticamente sem sidepods apresentou uma leitura completamente diferente das outras equipes, e gerou curiosidade até no diretor técnico da categoria, Pat Symonds.

“Esta é uma abordagem de novela. Eu gosto de ver interpretações de novela. Tenho que dizer que não é algo que esperava ver”, disse Pat em uma entrevista com Ted Kravitz para a F1 TV. Mas não foi a falta de sidepods que chamou a atenção do engenheiro britânico, e sim o sistema de refrigeração da Mercedes, baseado na ciência de foguetes.

“Nós estávamos usando uma entrada maior [que o W13] para direcionar o ar. Acho que na Mercedes eles têm alguns truques que os ajudam nesse aspecto. Então o intercooler, por exemplo, é um dispositivo que usa água e ar, que a Mercedes já tem faz um tempo, mas acho que este é um pouco diferente. E é por isso que eles conseguem enxugar o carro mais do que os outros”, analisou Symonds

 ▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

George Russell na pré-temporada (Foto: AFP)

“Acho que o intercooler vem da Reaction Engines em Oxfordshire, que produz essa espécie de motor de foguete respirado a ar, e o resultado dessa colaboração é dispositivo extremamente eficiente na troca de calor. Acho que é parte da explicação de como eles construíram este carro desta maneira”, explicou o diretor técnico da F1.

Muitas equipes têm utilizado os refrigeradores justamente nos sidepods. O engenheiro britânico também apontou para uma dificuldade, que não é de hoje, de conseguir acomodar diferentes componentes na lateral dos carros.

LEIA TAMBÉM
+Horner volta atrás e vê legalidade em conceito “muito inovador” da Mercedes
+Sainz minimiza elogios da Mercedes: “Chegam na corrida e acabam com a competição”

“Acho que uma das tendências que estamos vendo, e não é algo particularmente deste novo regulamento, é que está sendo extremamente difícil acomodar tudo nos sidepods. As pessoas questionam o que está nos sidepods, provavelmente os radiadores? Mas é claro, tem muito mais, tem muitos eletrônicos ali. Acho que muitas equipes estão movendo os eletrônicos para aquela área”, destacou.

Apesar da inovação na lateral e nos intercoolers, Pat viu o resto do W13 como um carro bem comum: “Acho que o resto parece bastante convencional, se é que há algo convencional. A asa dianteira é muito parecida com o que esperávamos ver. A asa traseira sim, um pouco de diferença na curvatura, algo que várias equipes adotaram, foram por esse caminho de uma asa traseira mais baixa”.

A Mercedes continua na pista neste sábado (12) para o último dia de testes de pré-temporada no Bahrein. O GRANDE PRÊMIO acompanha a cobertura da pré-temporada da Fórmula 1 em Sakhir AO VIVO e em TEMPO REAL. A análise acontece no Briefing assim que as atividades em pista acabarem.

A SINA DO PRIMEIRO VENCEDOR NA TEMPORADA DA FÓRMULA 1 (DESDE 2017)
Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar