F1

Mesmo com quebra, Leclerc põe Ferrari na ponta no sétimo dia de testes. Gasly bate de novo

O sétimo dia de testes coletivos da pré-temporada da F1 em Barcelona teve a reação da Ferrari, que liderou a tabela de tempos com Charles Leclerc. O time, no entanto, sofreu uma quebra já no fim do dia, causando uma das bandeiras vermelhas da atividade. Outra foi causada por Pierre Gasly, que bateu pela segunda vez em 2019
Grande Prêmio, de Barcelona / GABRIEL CURTY, de São Paulo
A Ferrari esteve muito perto de ter um dia praticamente perfeito em Barcelona, mas o final não foi bom. Nesta quinta-feira (28), após um dia comprometido por um acidente de Sebastian Vettel, Charles Leclerc fez o melhor tempo da pré-temporada e liderou com folgas o sétimo dia de testes coletivos, mas acabou parado no meio da pista com uma aparente quebra já nos 15 minutos derradeiros.
 
Leclerc cravou 1min16s231 em um dia em que quase todo mundo andou com os pneus C5, os mais macios disponíveis no circuito catalão. Além disso, o ex-Sauber ainda foi o primeiro a romper a barreira de 100 voltas completadas, ou seja, o dia caminhava muito bem até o #16 parar na pista.

A segunda colocação ficou com Alexander Albon, com uma Toro Rosso que segue impressionando pelas boas voltas e pela consistência. O tailandês foi outro que andou bastante, deu 118 giros e, no fim, ficou 0s6 atrás de Leclerc.

A McLaren teve um dia bem mais discreto que os anteriores na segunda semana de testes, mas andou bem. Lando Norris foi terceiro, completando 84 voltas. No fim, nem foi um tempo brilhante, nem uma grande quilometragem, apenas um dia regular.

O quarto colocado tem muito mais motivo para se lamentar do que festejar alguma coisa. Pierre Gasly nem fez um tempo ruim, praticamente foi o mesmo de Norris, mas bateu mais uma vez e danificou muito o carro da Red Bull. Parou em apenas 65 voltas.

A dupla da Renault segue com entrosamento em dia. Daniel Ricciardo foi o quinto e Nico Hülkenberg ficou em sexto, separados por menos de 0s3 e com o alemão dando apenas oito voltas a mais que o parceiro.

George Russell foi quem mais concluiu voltas, com 140. A Williams, no entanto, segue devendo em performance, com o inglês ficando em 11º. Entre Hülk e Russell ficaram Lance Stroll, Antonio Giovinazzi, Romain Grosjean e Lewis Hamilton, que teve mais um dia típico de Mercedes em Barcelona: muitas voltas e pouca velocidade.

Kevin Magnussen e Valtteri Bottas fecharam a tabela de tempos, com o finlandês ajudando a Mercedes a bater nada menos que 182 voltas na quinta-feira.
Charles Leclerc liderou o sétimo dia em Barcelona (Foto: Ferrari)
Confira como foi o sétimo dia de testes coletivos

O período da tarde começou pontualmente às 11h (em Brasília) e Daniel Ricciardo e Valtteri Bottas eram as principais novidades, assumindo os carros dos companheiros e registrando rapidamente tempos. No entanto, ambos pareciam focados em simulação de corrida em um primeiro momento, por isso, nas duas últimas colocações.
 
Outro que parecia em simulação de corrida era Leclerc, que andava mais durante o dia pela pancada que Sebastian Vettel deu na quarta-feira e antecipou o fim do dia para a Ferrari.
 
Por falar em pancada, a maior da pré-temporada veio no início da segunda hora do período da tarde. Pierre Gasly sofreu seu segundo acidente em Barcelona, mas bem mais forte que o primeiro. O #10 perdeu o controle na curva 9 e bateu forte, com o carro da Red Bull ficando praticamente desmanchado. 
 
Gasly foi ao centro médico, mas, sem maiores problemas, acabou liberado. A bandeira vermelha que acabou sendo longa, tamanho estrago que causou o francês. Na volta da verde, Bottas tratou de atacar a pista e já foi superando os 50 giros, enquanto Ricciardo foi gradativamente melhorando até superar Magnussen e entrar no top-10 com 1min18s161.

Metade da atividade da tarde já era superada e os tempos seguiam praticamente os mesmos estabelecidos pela manhã. Leclerc e Alexander Albon, os dois mais velozes, eram também os que maior quilometragem tinham, ainda que perdessem no combinado Bottas e Lewis Hamilton.
 
Leclerc se tornava o primeiro a romper a barreira dos 100 giros, enquanto Bottas fazia um stint dos mais longos e baixava sua melhor marca para 1min20s674. Russell era mais um que conseguia chegar ao 100º giro e Ricciardo, mais uma vez, melhorava seu tempo, agora com C4 e em oitavo no geral.

O monegasco da Ferrari continuava tirando o atraso e já superava os 120 giros, enquanto a Mercedes passava dos 160. Ricciardo, por sua vez, se metia na quinta colocação, sendo o único dos ponteiros a não ter usado os pneus C5.

Quando o australiano finalmente colocou os compostos mais macios e baixou a melhor marca para 1min17s204, Stroll superava as 100 voltas e, quase que no giro seguinte, o canadense apareceu de forma desagradável: causando bandeira vermelha. Aparentemente, porém, Stroll não teve culpa e o carro da Racing Point apenas parou no meio da reta.

Faltavam apenas 45 minutos para o fim do dia quando Romain Grosjean completou sua primeira volta rápida e, na verdade, até andou forte. Mesmo em último, ficou apenas 0s1 atrás de Bottas que já tinha quase 100 voltas na conta.

Os tempos seguiam mudando pouco na reta final da tarde, mas o festival de bandeiras vermelhas era real. Leclerc foi mais um a aparecer parado no meio da pista e interromper as ações.

Quando a bandeira verde voltou, pouquíssimo pode ser feito. Mas ainda deu tempo de Grosjean mostrar potencial da Haas e saltar para nono, mesmo com apenas 16 giros completados.

F1 2019, Barcelona, testes de pré-temporada, dia 7, final: 

1 C LECLERC Ferrari 1:16.231   138
2 A ALBON Toro Rosso Honda 1:16.882 +0.651 118
3 L NORRIS McLaren Renault 1:17.084 +0.853 84
4 P GASLY Red Bull Honda 1:17.091 +0.860 65
5 D RICCIARDO Renault 1:17.204 +0.973 65
6 N HÜLKENBERG Renault 1:17.496 +1.265 73
7 L STROLL Racing Point Mercedes 1:17.556 +1.325 103
8 A GIOVINAZZI Alfa Romeo Ferrari 1:17.639 +1.408 71
9 R GROSJEAN Haas Ferrari 1:17.854 +1.623 16
10 L HAMILTON Mercedes 1:18.097 +1.866 85
11 G RUSSELL Williams Mercedes 1:18.130 +1.899 140
12 K MAGNUSSEN Haas Ferrari 1:18.199 +1.968 53
13 V BOTTAS Mercedes 1:18.862 +2.631 95