Na busca por “melhorar o sotaque americano”, Grosjean renova com Haas para 2017, diz revista

Romain Grosjean fica na Haas para a temporada 2017 do Mundial de F1. A informação é da revista inglesa 'Autosport'. Sem vagas abertas nas equipes de ponta, Grosjean terá mais um ano para andar na novata norte-americana e provar que pode, sim, ganhar créditos de top do grid

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

Ainda não é oficial, mas a Haas vai manter Romain Grosjean com uma renovação contratual para 2017. A informação é da revista inglesa 'Autosport'. Com 28 pontos e passando perto do pódio na temporada de estreia da equipe dos Estados Unidos na F1, Grosjean segue a âncora da escuderia.

 
Sem lugar nas equipes de ponta – Grosjean já mostrou seu interesse em substituir Kimi Räikkönen na parceira da Haas, a Ferrari, em 2018 – para onde se voltar, Romain segue no timão. Não faria qualquer sentido que a Haas decidisse se livrar do piloto francês.
 

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 1
,components : { mute: {delay :3}, skip: {delay :3} }
});
(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);
Embora sem um comunicado oficial, deixou clara a proximidade do anúncio. Foi numa brincadeira que fez para responder a pergunta A pergunta foi simples, se ele já sabe o que fará da vida no ano que vem. "Estou muito confiante, sim. Como posso dizer? Estou certo de que posso melhorar meu sotaque americano".

 
Um ano depois, Grosjean pode cantar vitória na decisão complicada que tomou ao deixar a Lotus, que voltava a ser Renault, para se juntar a um time novato. "Eu definitivamente achei que poderia ser um risco, muita gente achou, mas sabia que seria uma grande oportunidade. Para assumir um projeto você precisa estar concentrado nele há muito tempo".
Aos 30 anos, Romain Grosjean se encontrou na Haas (Foto: Getty Images)
"Toda a ideia era chegar à F1 e fazer mais no segundo ano e melhor ainda no terceiro. E colocamos o sarrafo bem alto para começar. Mas, por outro lado, o desenvolvimento para o carro do ano que vem começou já tem um tempo", seguiu. 
 
"Temos mais gente envolvida porque viram que a Haas é um time sério e fazendo um bom trabalho. Agora querem fazer parte da aventura. Mas, sim, queremos estar no topo da classe média, não na parte de trás", encerrou.
 
A outra vaga da Haas ainda é uma dúvida. Sem pontos no campeonato, Esteban Gutiérrez ainda não fez o suficiente para mostrar o valor que uma renovação dele teria para a Haas. O chefe da equipe, Guenther Steiner, cantou uma decisão para depois do GP da Itália deste final de semana.
 
PADDOCK GP #44 DEBATE VITÓRIAS DE ROSBERG EM SPA E DE RAHAL NO TEXAS

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube