“Não vou ler 600 páginas”: Russell aprova novas regras, mas “só o básico”

O novo regulamento da Fórmula para 2021 foi anunciado há duas semanas, mas é longo - pelo menos para George Russell, que assumiu em Interlagos que não leu todos os detalhes, não

George Russell caminha para o final de seu primeiro ano na Fórmula 1, planeja uma longa carreira na categoria, mas talvez não esteja em seus desejos o entendimento completo das novas regras para 2021.

É o que o próprio britânico afirmou nesta quinta-feira (14) em Interlagos, palco do GP do Brasil deste final de semana. Ao ser questionado sobre o quanto estava atualizado do regulamento que entrará em vigor daqui duas temporadas pelo GRANDE PRÊMIO, Russell deixou claro que não foi muito longe nos detalhes.

"Tem umas 600 páginas, não tem? É, não vou ler 600 páginas", brincou.

George Russell (Foto: Williams)

Para ele, tais questões ficam mais com a equipe do que com quem entra no carro: "Sei o básico. Sou o piloto, não sei até que ponto vai me ajudar."

Mas, ao menos, ele mostrou entender o objetivo das mudanças: "Está alinhado à ideia de juntar todo o grid, mesmo se você for da Ferrari, Red Bull ou Mercedes é o que você quer."

"Porque é o que o esporte precisa, e acho que vai beneficiar a todos", finalizou o jovem de 21 anos.

O GRANDE PRÊMIO cobre in loco o GP do Brasil com os jornalistas Evelyn Guimarães, Felipe Noronha, Fernando Silva, Flavio Gomes, Gabriel Carvalho, Gabriel Curty e Pedro Henrique Marum, e o fotógrafo Rodrigo Berton. Acompanhe todo o noticiário aqui e tudo dos bastidores e das atividades em pista AO VIVO e em TEMPO REAL

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar