Nas ruas de Cingapura, Red Bull quebra sequência da Mercedes e lidera segundo treino livre com Kvyat

Daniil Kvyat e a Red Bull foram os responsáveis por quebrar a sequência de liderança da Mercedes na F1. O jovem russo foi o mais veloz no segundo treino livre em Cingapura, nesta sexta-feira (18), seguido por Kimi Räikkönen e Daniel Ricciardo. Lewis Hamilton foi apenas o quarto, enquanto Felipe Massa terminou a sessão em 11º, uma posição melhor que Felipe Nasr

A noite em Cingapura reservou algumas surpresas nesta sexta-feira (18) na F1. Primeiro, que o carro mais rápido não foi o prata da Mercedes, mas o roxo e azul da Red Bull. E pilotado pelo jovem Daniil Kvyat. Usando os grudentos supermacios, o russo aproveitou um raro momento de pista livre para virar 1min46s142 e superar em apenas 0s039 o finlandês Kimi Räikkönen, que liderou boa parte da sessão noturna nas ruas de Marina Bay. 
 
Comprovando a boa performance dos austríacos no sinuoso traçado asiático, Daniel Ricciardo terminou em terceiro, a pouco mais de um décimo do colega de equipe. E a Mercedes, hein? Bom, a esquadra alemã teve apenas alguns lampejos de liderança, mas acabou mesmo longe do top-3.
 
O líder do Mundial, Lewis Hamilton, foi o melhor dos prateados com a quarta posição da tabela. O inglês foi 0s337 mais lento que Kvyat. Sebastian Vettel ainda colocou a outra Ferrari em quinto. Sergio Pérez, Nico Rosberg, Fernando Alonso, Nico Hülkenberg e Max Verstappen foram os nomes que completaram os dez primeiros.
 

Entre os dois brasileiros, Felipe Massa foi mais rápido, mas não muito. Terminou em 11º, pouco mais de um décimo melhor que Felipe Nasr, o 12º.

Kvyat ganhou até um refresco em Cingapura (Foto: AP)

Confira como foi o segundo treino livre da F1 para o GP de Cingapura

O segundo treino livre da F1 em Marina Bay teve início já com a pista bastante iluminada. Afinal, pelo horário local, a sessão começou às 21h30, mas, mesmo com a noite, as temperaturas continuaram altas, na casa de 32ºC, com sensação térmica de 37ºC. No asfalto, o termômetro registrava 43 impressionantes graus. A umidade relativa do ar também estava excessiva, na casa de 80%. E quem primeiro encarou as condições extremas do exigente traçado asiático de 23 curvas foi Daniil Kvyat. O russo enfrentou problemas no TL1 e só pode completar oito voltas. Agora, a ideia é aproveitar melhor o tempo de pista. 
 
Felipe Nasr deixou os boxes na sequência e foi seguido pela Ferrari de Sebastian Vettel e pela Manor Marussia de Will Stevens. Carlos Sainz, da Toro Rosso, Nico Rosberg, que liderar a primeira sessão, Nico Hülkenberg, Max Verstappen, Marcus Ericsson e Kimi Räikkönen se juntaram ao grupo logo em seguida. 
 
E não demorou para o cronômetro registrar os primeiros tempos deste TL2. Kvyat surgiu com 1min49s307 e assumiu o P1. Nasr era o segundo, com 1min50s082. Vettel e Stevens completavam temporariamente a lista, mas com marcas acima de 1min58s.
 
Mas aí um pequeno incidente paralisou a sessão com a bandeira vermelha. Stevens perdeu a traseira da Manor no ponto de freada da curva 12 e foi parar na barreira de pneus. O inglês saiu ileso, mas o carro ficou bastante danificado, o que gerou ainda mais trabalho para a equipe inglesa nos boxes. Isso porque, nos minutos finais do primeiro treino, o novato Rossi bateu com força no guard-rail da curva 18. Mesmo nesses instantes iniciais da segunda sessão, o time continuava tentando aprontar o carro do estreante norte-americano. 
Will Stevens perdeu o carro e bateu na curva 12 (Foto: Reprodução/Twitter)
A interrupção, no entanto, foi rápida — menos de quatro minutos. E, no retorno, muita gente tratou de vir à pista, como Rosberg, Daniel Ricciardo, Sainz, Vettel e os dois carros da Force India.
Räikkönen se juntou ao grupo, seguido pelas McLaren, Lotus e Williams. Dessa forma, os tempos já foram baixando rápido. E o finlandês da Ferrari logo surgiu à frente, com uma expressiva marca de 1min47s659. Ricciardo se colocou ali, em segundo, a 0s025 do nórdico. Menos de um décimo atrás, Kvyat saltou para terceiro. Lewis Hamilton, Rosberg, Hülkenberg, Verstappen, Vettel, Grosjean e Valtteri Bottas completavam os dez primeiros. 
 
Enquanto isso, Massa aparecia apenas em 14º. Nasr era o 17º. Neste meio tempo, Sainz sofreu um furo no pneu traseiro esquerdo, provavelmente causado por um toque sutil do espanhol no muro na curva 5. Pits para ele.
Carlos Sainz sofreu um furo de pneu durante o TL2 por tocar no muro da curva 5 (Foto: Reprodução/Twitter)

Logo depois do drama do jovem da Toro Rosso, Hamilton conseguiu uma volta limpa para virar 1min47s633, superando em apenas 0s026 a marca de Räikkönen. Kvyat aparecia já à frente do colega de Red Bull e a somente 0s043 do líder. Ricciardo vinha em quarto, também com uma diferença mínima de 0s051. Rosberg estava mais longe, em quinto, 0s428 era a desvantagem para o companheiro de Mercedes.

E isso tudo aconteceu com 30 minutos de atividades. Nesse tempo, os pilotos apenas andaram com os pneus macios, a versão mais dura do fim de semana. O primeiro a deixar os boxes com os supermacios foi Räikkönen. O campeão de 2007 andou 1s5 mais veloz com os supermacios e saltou para a ponta, com a marca de 1min46s181.

Vettel acompanhou a estratégia do colega ferrarista e também saiu com os compostos supermacios. O alemão andou 0s3 mais lento que o nórdico e se colocou em terceiro. Hulkenberg, que melhorara com os pneus médios, vinha em terceiro, mas a 1s1 dos carros italianos. 
Kimi Räikkönen foi o primeiro a sair com os pneus supermacios no TL2 em Cingapura (Foto: Reprodução/Twitter)
Rosberg deixou os pits na sequência com os pneus supermacios. E foi 0s6 mais lento que Räikkönen em sua primeira volta rápida, pulando para terceiro. Hamilton seguiu o companheiro de Mercedes e também veio com os vermelhos. O inglês conseguiu o segundo tempo, mais também ficou a quase 0s3 de Räikkönen. Mais abaixo na tabela, Massa saltou para nono, também usando os supermacios, mas quase chegou a tocar no muro. 
 
No lado de cima, Kvyat apareceu em quinto, atrás de Räikkönen, Ricciardo, Hamilton e Vettel. Antes disso, o russo se viu bloqueado por Romain Grosjean. O incidente na curva 15 gerou queixas do jovem piloto da Red Bull. Enquanto isso, Nasr fechava o top-10.
Mas a tabela continuava mudando. E a Red Bull, incansável, colocou Kvyat em primeiro, apenas 0s039 à frente de Räikkönen. Ricciardo ainda era o terceiro, melhor que Hamilton e Vettel. Pérez, Rosberg, Alonso, Hülkenberg e Verstappen completavam os dez primeiros.

AS IMAGENS DO GP DE CINGAPURA
#GALERIA(5453)

 
Massa vinha em 11º, depois de ter sido atrapalhado pelo tetracampeão da Ferrari. Nasr era o 12º, seguido por Ericsson, Button, Grosjean, Bottas, Sainz, Maldonado e Stevens. O inglês não voltou mais depois do incidente do início da sessão. Já Alexander Rossi sequer pode sair à pista no TL2 devido ao acidente sofrido ainda na primeira sessão. A Manor permaneceu trabalhando no carro dos dois.

Como sempre acontece, a fase final de treinos foi dedicada às simulações de classificação, especialmente devido ao uso dos compostos de risca vermelha. A atenção também ficou voltada ao ritmo de corrida, com tanque cheio e vazio. E com 35 minutos para o fim, Räikkönen, Hamilton, Rosberg, Hülkenberg, Massa e Grosjean deixaram os pits usando os pneus supermacios. Vettel, Verstappen, Nasr e Ericsson optaram pelos macios.

No primeiro stint das simulações, Hamilton se manteve na casa de 1min51s253, enquanto Räikkönen andou 1min51s620. Já Rosberg vinha mais longe, em 1min52s127. Ricciardo, por usa vez, guiava ligeiramente mais rápido, elogiando a ausência de um desgaste mais severo dos pneus. 

E assim foi até o fim. Ferrari e Red Bull mostraram, de fato, um desempenho ameaçador para a Mercedes, que não conseguiu se impor como costumeiramente faz. No fim, a tabela confirmou a liderança de Daniil Kvyat

Agora, os pilotos retornam à pista somente neste sábado, para mais um treino livre e a classificação. O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo

F1, GP de Cingapura, Marina Bay, Treino livre 2:

1 26 DANIIL KVYAT RUS RED BULL RENAULT 1:46.142   34
2 7 KIMI RÄIKKÖNEN FIN FERRARI 1:46.181 +0.039 34
3 3 DANIEL RICCIARDO AUS RED BULL RENAULT 1:46.256 +0.114 29
4 44 LEWIS HAMILTON ING MERCEDES 1:46.479 +0.337 33
5 5 SEBASTIAN VETTEL ALE FERRARI 1:46.487 +0.345 35
6 11 SERGIO PÉREZ MEX FORCE INDIA MERCEDES 1:46.659 +0.517 30
7 6 NICO ROSBERG ALE MERCEDES 1:46.781 +0.639 34
8 14 FERNANDO ALONSO ESP McLAREN HONDA 1:46.959 +0.817 26
9 27 NICO HÜLKENBERG ALE FORCE INDIA MERCEDES 1:47.294 +1.152 35
10 33 MAX VERSTAPPEN HOL TORO ROSSO RENAULT 1:47.427 +1.285 32
11 19 FELIPE MASSA BRA WILLIAMS MERCEDES 1:47.684 +1.542 28
12 12 FELIPE NASR BRA SAUBER FERRARI 1:47.755 +1.613 26
13 9 MARCUS ERICSSON SUE SAUBER FERRARI 1:47.795 +1.653 33
14 22 JENSON BUTTON ING McLAREN HONDA 1:47.888 +1.746 28
15 55 CARLOS SAINZ JR ESP TORO ROSSO RENAULT 1:48.012 +1.870 23
16 8 ROMAIN GROSJEAN FRA LOTUS MERCEDES 1:48.096 +1.954 32
17 77 VALTTERI BOTTAS FIN WILLIAMS MERCEDES 1:48.118 +1.976 28
18 13 PASTOR MALDONADO VEN LOTUS MERCEDES 1:50.094 +3.952 30
19 53 ALEXANDER ROSSI EUA MANOR MARUSSIA FERRARI 1:56.739 +10.597 9
20 28 WILL STEVENS ING MANOR MARUSSIA FERRARI 1:59.932 +13.790  3
    TEMPO 107% TL2   1:53.572 +7.430  
               
RECORDE SEBASTIAN VETTEL ALE RED BULL RENAULT RB9 1:42.841 21/9/2013  
MELHOR VOLTA SEBASTIAN VETTEL ALE RED BULL RENAULT RB9 1:42.841 21/9/2013  

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube