Nasr acumula experiências e enfim fala mesma língua do engenheiro. Tudo para “estar mais bem preparado” em 2016

Desde que mudou de engenheiro na Sauber, Felipe Nasr disse estar bastante satisfeito. No GP da Rússia quem entrou na equipe do brasileiro foi Paul Russell, que já trabalhou com Pedro de la Rosa. Para o piloto do carro #12, o bom relacionamento só tem gerado frutos positivos

Felipe Nasr não poderia estar mais feliz com a decisão de mudar de engenheiro. Desde o GP da Rússia, o piloto agora trabalha com Paul Russell que, segundo ele, tem um relacionamento extremamente positivo.
 
O brasileiro antes trabalhava com Graig Gardiner. Entretanto, o novo membro de sua equipe já fazia parte da Sauber, e chegou a ser engenheiro de Pedro de la Rosa na última passagem do espanhol no time suíço.
 
Ao falar sobre toda a transição, o titular do carro #12 disse estar aproveitando bastante essa nova fase, dizendo que ele e Paul falam a mesma língua, e isso facilita bastante. “Foi positivo. Foi uma decisão mútua. Tanto da minha parte como da parte da equipe, sentimos que isso precisava ser feito e estou me dando super bem com o Paul”, disse.
Felipe Nasr (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)
“O relacionamento é legal. Acho que qualquer piloto quer ter a mesma linguagem que o engenheiro. Isso estava faltando um pouco e agora as coisas estão indo bem. 2016? Como falei, tem pistas em que o carro vai aparecer melhor, como aconteceu na Rússia. Mas, em termos de desenvolvimento, o carro é o mesmo desde a Rússia. Aliás, desde Cingapura, quando a gente fez algumas atualizações”, continuou.
 
“Mas carro em si é praticamente o mesmo que a gente começou o ano. Eu acho importante entender a razão para ele funcionar bem em algumas pistas e em outras não. O motivo do pneu funcionar melhor em determinado acerto. E isso é importante entender e levar para o ano que vem”, completou o piloto.
 
Sobre a renovação com a Sauber, Nasr disse que foi apenas um passo natural, e que já esperava que fosse acontecer, pois queria continuar todo o programa de desenvolvimento dentro da equipe.
 
"Na verdade, a renovação com a Sauber era um caminho automático. Acho que não fazia sentido interromper o trabalho de evolução dentro da equipe. O plano sempre foi ter dois anos aqui. A equipe está feliz com os resultados. Por isso que veio esse interesse de ter renovado um pouco mais cedo. Mas estou feliz aqui. Estou aprendendo um monte e estou ajudando a equipe a desenvolver o carro, então acho que na parte de aprendizado, tem sido muito bom para eu ter o meu tempo para aprender as coisas.
 
O que esperar de 2016? Na verdade, esse ano foi um ano de acumular experiências que eu não tinha. Aprendi pistas novas, havia várias pistas que não conhecia. Também você fica mais perto das pessoas, sabe como cada um trabalha e o ambiente foi só melhorando. E isso também vai dando mais confiança. Por isso, acho que, no ano que vem, vou estar mais bem preparado do que estava neste ano.

O GRANDE PRÊMIO acompanha o GP do Brasil com grande cobertura 'in loco' com Flavio Gomes, Evelyn Guimarães, Fernando Silva e Rodrigo Berton. Acompanhe aqui.

(function(d, s, id) { var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)[0]; if (d.getElementById(id)) return; js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = “//connect.facebook.net/pt_BR/sdk.js#xfbml=1&version=v2.3”; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs);}(document, ‘script’, ‘facebook-jssdk’));

Quer ganhar um super kit do GRANDE PRÊMIO no GP do Brasil de F1? Então participe do 'Traz mais um no GP'.É simples:…

Posted by Grande Prêmio on Quinta, 12 de novembro de 2015

PADDOCK GP COM FELIPE MASSA: ASSISTA JÁ

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube