Quartararo destaca principais razões para renovar com Yamaha: “Vi coisas interessantes”

Fabio Quartararo gostou do projeto apresentado pela Yamaha para os próximos anos, mas admitiu que conversou com todas as montadoras da MotoGP antes de definir a renovação do contrato

No final da última semana, Fabio Quartararo anunciou a renovação do contrato com a Yamaha por mais duas temporadas, até o final de 2026. A decisão foi tomada depois do francês ter conversas com outras equipes da MotoGP e inclusive ser bem cotado para assumir uma vaga na Aprilia no próximo campeonato.

Em Austin, para a terceira etapa da MotoGP em 2024, Quartararo conversou com a emissora DAZN e confirmou as conversas com a Aprilia, mas explicou os motivos que o fizeram seguir na montadora japonesa que o ajudou a conquistar o título mundial em 2021.

Relacionadas


El Diablo’ foi um dos alvos da Aprilia, mas acabou renovando por dois anos com a Yamaha. De acordo com a publicação espanhola Motorsport, a casa de Noale fez uma oferta de € 4 milhões (cerca de R$ 21,7 milhões) ao francês, contra os € 12 milhões (aproximadamente de R$ 65,2 milhões) ofertados pela fábrica dos três diapasões. Depois, acabou ironizado pelos italianos por sua decisão.

“Conversei com todas as montadoras. A Aprilia foi uma das marcas que gostei, pois é diferente, não são muitos pilotos na mesma moto. No fim, tínhamos todos os documentos das fábricas na mesa e o projeto que realmente gostei para o futuro foi o da Yamaha”, declarou.

Fabio Quartararo e Lin Jarvis assinaram novo contrato (Foto: Yamaha)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

“Em Portugal, tive uma longa discussão com a direção da Yamaha e os engenheiros, para ver mais detalhes do projeto até 2026. Vi coisas interessantes, mas que ainda não posso falar. Ver o interesse da Yamaha em mim foi uma das razões para ficar na equipe, mas tem relação com estrutura, parte técnica e pessoal”, acrescentou.

“A Yamaha está investindo muito na moto, já começou em janeiro de 2024. A chegada de engenheiros com experiência em outras montadoras tem sido importante para vermos coisas importantes que perdíamos na capacidade da moto. Coisas novas vão chegar este ano e muito mais no futuro”, completou.

Desde o ano passado, a Yamaha tem investido em uma grande reformulação interna. A principal contratação foi de Massimo Bartolini, engenheiro ex-Ducati, para ser o novo diretor-técnico da marca na MotoGP. Apesar disso, a fábrica japonesa ainda luta para alcançar bons resultados neste começo de ano.

MotoGP volta à pista entre os dias 12 e 14 de abril, para o GP das Américas, em Austin, terceira etapa do campeonato de 2024. O GRANDE PRÊMIO faz a cobertura completa do evento, assim como das outras classes do Mundial de Motovelocidade durante todo o ano.

Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da MotoGP direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.