Netflix registra discussão entre chefes de Red Bull e Mercedes: “Mude a porra do seu carro!”

Os ânimos se exaltaram durante a reunião dos chefes das equipes para discutir possíveis mudanças no regulamento que pudessem eliminar o porposising. Toto Wolff e Christian Horner trocaram farpas e acusações, e a cena foi parar na nova temporada de 'Drive to Survive'

A quinta temporada de Drive to Survive, série da Netflix que mostra os bastidores da Fórmula 1, estreou nesta sexta-feira (24) e já deu o que falar nas redes sociais. E tudo por conta de um trecho que traz uma reunião acalorada entre os chefes das equipes, com direito a trocas de farpas entre os arquirrivais Toto Wolff e Christian Horner.

O assunto não poderia ser outro: porpoising. Os quiques decorrentes da volta do efeito-solo pegaram todos de surpresa ainda na pré-temporada, mas foi a Mercedes a equipe que mais sofreu com o fenômeno, que comprometeu significativamente a pilotagem de Lewis Hamilton e George Russell.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Christian Horner perdeu a paciência com Wolff em reunião entre os chefes das equipes (Foto: Mark Thompson/Getty Images/Red Bull Content Pool)

Na ocasião do GP do Canadá, a FIA (Federação Internacional de Automobilismo) determinou uma nova diretiva técnica sobre as oscilações verticais dos carros da F1, e o encontro entre o líderes das equipes para discutir mudanças no regulamento que pudessem conter os quiques foi registrado pela produção da série.

A cena que viralizou nas redes sociais começa com Wolff, chefe da Mercedes, dizendo aos colegas que eles estão fazendo “um jogo perigoso” por causa dos saltos. “Se um carro for parar no muro por estar muito rígido ou muito baixo, vocês vão se ferrar, e eu vou junto.”

Nesse momento, vários se entreolham, quando, então, Horner sugere que a equipe de filmagem deixe o local. O chefe da Red Bull, no entanto, é imediatamente cortado por Wolff: “Eu não me importo. Se você acha que isso é um joguinho e atuação, está muito, muito enganado”, rebateu.

Com o clima já quente, Mattia Binotto tomou a palavra. “Não, Toto. A segurança é uma questão de responsabilidade da equipe, sistema de freios, suspensão…”, mas o então chefe da Ferrari nem conseguiu concluir o raciocínio, pois foi cortado pelo austríaco, já exaltado: “Cada um de vocês encontrou algo para limitar o problema, parabéns!”

Foi quando Horner perdeu a paciência e disparou que a culpa do porpoising não era do regulamento, e sim do projeto mal sucedido da Mercedes. “Então mude o seu carro! Se você tem um problema, mude a porra do seu carro!” Wolff, claro, não deixou por menos, e acusou a Red Bull de ter alterado o carro “porque Checo [Pérez] disse que era uma merda”.

As farpas continuaram, até que o presidente da F1, Stefano Domenicali, interveio: “Pessoal, temos certeza de que, junto com a FIA, vamos discutir isso de maneira adequada”, e encerrou dizendo “hora de ir para a pista. Obrigado”. Detalhe que, nesse momento, Guenther Steiner, chefe da Haas, diz, voltado para Horner: “Hora de voltar ao porpoising.”

Após o acontecimento, o chefe dos taurinos insinuou para imprensa que “existia um elemento de teatro naquela reunião”, e ainda ironizou o rival. “Talvez com o novo filme de Lewis [Hamilton] chegando, ele possa envolver Toto [Wolff] no projeto. Como reunião, foi uma vergonha… Estou tentando escolher minhas palavras cuidadosamente.”

Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da Fórmula 1 direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.