Hülkenberg quer ficar “no radar da F1” para 2022: “Ninguém sabe o que vai acontecer”

Mesmo sem vaga permanente no grid da Fórmula 1 pelo segundo ano consecutivo, Nico Hülkenberg não desiste de continuar na categoria e vê chances de voltar em 2022, quando o novo regulamento vai ser implementado

Em 2020, Nico Hülkenberg esteve fora do grid para a temporada completa da Fórmula 1. Mesmo assim, fez três etapas ao longo do campeonato, todas com a Racing Point no lugar de pilotos que contrairam Covid-19. Nos GPs da Inglaterra e dos 70 Anos, substituiu Sergio Pérez; em Eifel, ocupou a vaga de Lance Stroll.

Mesmo com rendimento decente nas etapas que disputou, o alemão ficou sem vaga para a temporada 2021 da F1 após ser especulado na Red Bull. Isso, porém, não o desanima, pois Hulk segue de olho em uma oportunidade na categoria para o próximo ano, quando a categoria inicia novo regulamento, com drásticas mudanças nos carros.

“Eu quero estar no radar da Fórmula 1 e encontrar um assento permanente para 2022. Ninguém sabe o que vai acontecer neste ano. Tivemos conversas, mas não encaixaram”, disse em entrevista à revista GQ.

Nico Hülkenberg fez três provas com a Racing Point em 2020 (Foto: Racing Point)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

WEB STORIES: Tudo sobre os lançamentos dos carros da F1 2021

“Tive bons 10 anos na Fórmula 1 e não sou o tipo de pessoa que segue apenas para participar, especialmente no fim do pelotão”, completou.

Hülkenberg ainda analisou as diferenças sobre negociar com uma equipe do topo do grid com uma que ocupa as últimas posições e que geralmente precisa de dinheiro e apoio de patrocinadores.

“Você precisa diferenciar as equipes de ponta e o resto do grid. No meio e no fim do pelotão, existem outros fatores que mudam uma decisão, como políticos e financeiros”, afirmou o alemão.

“Eu senti isso na pele. Em 2010, depois do meu primeiro ano, a Williams me demitiu porque sofreu com problemas financeiros e Pastor Maldonado chegou com uma quantia decente de dinheiro. Claro, foi amargo e frustrante, mas esses fatores estão além do meu controle”, finalizou.

Ouça os programas do GRANDE PRÊMIO no formato de podcast:
Anchor | Apple | Spotify | Google | Pocket Cast | Radio Public | Breaker

Siga o GRANDE PRÊMIO nas redes sociais:
YouTube | Facebook | Twitter Instagram | Pinterest | Twitch | DailyMotion

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube