Mazepin se frustra após bater em estreia na F1: “Irritado comigo e triste pela equipe”

Nikita Mazepin sabe que a estreia na Fórmula 1 foi decepcionante. O russo bateu sozinho na largada do GP do Bahrein, isso após uma série de incidentes no fim de semana

O primeiro GP de Nikita Mazepin na Fórmula 1 esteve longe de ser um de belas memórias. O russo, que já havia rodado em quatro oportunidades diferentes durante o fim de semana, não conseguiu nem completar duas curvas no Bahrein neste domingo (28) antes de bater e abandonar. Após a corrida, Mazepin reconheceu: o momento é de irritação consigo próprio.

“Foi simples, eu cometi um erro”, disse Mazepin. “Estava com os pneus frios, ataquei demais a zebra e rodei. Foi um erro meu. Fico triste pela equipe e sei que preciso fazer um trabalho muito melhor do que esse. Fico muito irritado comigo e muito triste pela equipe”, seguiu.

O acidente impediu Mazepin de acumular experiência ao longo de 56 voltas em Sakhir. Ainda assim, o russo sente que o aprendizado dos últimos dias é valioso.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Nikita Mazepin abandonou logo na primeira volta (Foto: Reprodução/Twitter)

“Sempre tem um lado positivo. Tem o aprendizado. Você aprende muito, mas tem altos e baixos, e hoje é um dos pontos mais baixos de todos. Faz parte”, encerrou.

Ao contrário de Mazepin, o companheiro Mick Schumacher foi até o fim do GP do Bahrein. O alemão acabou em 16°, último dentre os que viram a bandeira quadriculada. A combinação de resultados significa que a Haas termina a abertura da temporada em último no Mundial de Construtores.

A vitória ficou com Lewis Hamilton. O britânico travou disputa marcante com Max Verstappen, que não conseguiu fazer uma ultrapassagem legal e terminou em segundo. Valtteri Bottas fechou o pódio.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube