F1

O futuro na McLaren (e não na Red Bull) e sem Alonso: Sainz trabalha para “vencer o mais rápido possível”

Em entrevista exclusiva ao GRANDE PRÊMIO, Carlos Sainz Jr. falou da temporada atual com a Renault, do futuro na McLaren, da idolatria que tem por Fernando Alonso e de como o compatriota vai ser único na história. Sainz quer construir a própria história, longe da sombra de Alonso ou do pai, o multicampeão de rali Carlos Sainz
Warm Up / GABRIEL CURTY, de São Paulo
 Carlos Sainz Jr (Foto: Dalton Yamashita/Grande Prêmio)
Carlos Sainz Jr. vive uma temporada de altos e baixos marcada por mais uma troca de equipe. Desta vez, o espanhol ao menos vai completar o ano na Renault, mas já sabe que, em 2019, vestirá as cores da McLaren.
 
Em entrevista exclusiva ao GRANDE PRÊMIO, Sainz falou das mudanças de times, do que ficou dos tempos de Red Bull, de projetos com o pai, o atual campeão do Rali Dakar Carlos Sainz, da relação com Fernando Alonso e, é claro, da temporada 2018.
Carlos Sainz Jr falou com exclusividade ao Grande Prêmio (Foto: Dalton Yamashita/Grande Prêmio)
"Vou ser o único espanhol, mas isso não é pressão extra porque existe só um Fernando Alonso e não é possível repetir o que o Fernando fez pela Espanha, assim como é impossível repetir o que Ayrton Senna fez pelo Brasil. Eu só quero vencer, vencer o mais rápido possível e deixar a Espanha inteira feliz", definiu em uma de suas respostas ao falar de como vai lidar com o fato de, em 2019, ser o único piloto espanhol no grid da principal categoria do mundo.

O GRANDE PRÊMIO cobre ‘in loco’ o GP do Brasil de F1 com os repórteres Evelyn Guimarães, Felipe Noronha, Fernando Silva, Gabriel Curty, Juliana Tesser, Nathalia De Vivo e Pedro Henrique Marum, e o fotógrafo Rodrigo Berton. Acompanhe tudo aqui.

Confira a entrevista exclusiva completa com Carlos Sainz