Oitavo colocado, Senna afirma que dia em Austin foi difícil, mas espera evoluir com melhora da pista

Brasileiro não começou o dia bem, mas foi melhorando e encerrou o primeiro dia de treinos nos Estados Unidos dentro dos dez melhores colocados. Ele conta que a Williams precisa seguir trabalhando duro para entender melhor o acerto do carro

Se a primeira sessão de treinos em Austin, nesta sexta-feira (16), foi bem ruim para Bruno Senna, que acabou à frente apenas da HRT, a segunda atividade no Texas foi muito boa para o brasileiro. Ele finalizou o dia com o oitavo melhor tempo e deixou Pastor Maldonado, seu companheiro de Williams, apenas com o 12º tempo no geral.

Falando do circuito, novidade no calendário da F1, Senna elogiou muito a pista, que faz sua estreia oficial em competições. “A pista é desafiadora, por isso foi ótimo andar muito hoje. É muito rápida e está um pouco escorregadia no momento, mas a aderência está quase boa”, disse o piloto da Williams, que ainda não sabe se continua na categoria para a próxima temporada.

Senna acabou o dia com o oitavo melhor tempo no geral (Foto: Gillette)

"A aderência esteve complicada o dia todo, não apenas em função da temperatura baixa, mas também pela falta de emborrachamento de uma pista nova. É certo que ela ainda vai mudar muito e temos de acompanhar essa evolução. Aqui, se você sai do traçado, pega sujeira e leva pelo menos duas voltas para limpá-los. Acho que se manter na pista será um dos grandes desafios do fim de semana", completou.

Mesmo com o oitavo posto e um início promissor no final de semana, o piloto relatou uma sessão difícil e afirma que ainda precisa entender melhor o FW34 para tentar algo ainda melhor nos Estados Unidos.

“Foi uma sessão difícil, porque ainda preciso me acostumar com o carro e os pneus. Precisamos continuar trabalhando para tentar entender melhor o acerto do carro e melhorar para nos certificar de que tudo estará certo neste final de semana”, finalizou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube