Opinião GP: Red Bull abusa de erros em luta com impecável Hamilton. E vai se dar mal

Apesar da segunda vitória da Mercedes em 2021, a Fórmula 1 segue equilibrada. Acontece só que a briga tem um Lewis Hamilton implacável, o que implica em perfeição. A Red Bull e Max Verstappen simplesmente não podem mais errar ou vão desperdiçar uma grande chance de levar a briga até o GP de Abu Dhabi

Lewis Hamilton conquistou a vitória 97 na F1: assista aos melhores momentos do GP de Portugal (Foto: GRANDE PREMIO com Reuters)

Sim, a Mercedes venceu pela segunda vez em 2021, mas não se deixe enganar. Esse ainda é um campeonato muito equilibrado, e o GP de Portugal é a prova. Em uma condição de pista difícil, de baixa aderência e pouco espaço para estratégias ousadas, ficou claro que a equipe alemã e a Red Bull estão tecnicamente parelhas. Se o W12 trabalha melhor nas temperaturas mais amenas e responde bem com os compostos mais duros, apresentando um ritmo de corrida forte, o RB16B é menos sensível ao clima e tem como um dos pontos fortes o aquecimento rápido de pneus, além de uma ótima performance de classificação, os pequenos detalhes vão fazer muita diferença para a vitória. Só que há um elemento que destoa completamente deste cenário: Lewis Hamilton.

Embora Max Verstappen tenha todos os ingredientes de um grande piloto e está realmente pronto para a disputa, a experiência, a calma e o extremo talento de Hamilton fazem a balança pesar demais para um lado. Então, para vencer esse implacável gênio do esporte é preciso ser perfeito. Mais uma vez, Hamilton fez uma corrida impecável. Ainda que não tenha conseguido pular na frente do pole Valtteri Bottas de cara e que tenha tomado uma bela ultrapassagem de Verstappen logo na relargada, o heptacampeão esperou. Como um observador atento, preferiu entender o jogo dos rivais. Não demorou nada para o holandês cometer um erro, enquanto tentava se aproximar do líder.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Lewis Hamilton e Max Verstappen protagonizaram mais um embate em pista (Foto: AFP)

Hamilton não deu qualquer chance, devolvendo com uma bonita manobra na curva 1 – sem oportunidade de defesa. A partir daí, foi a caça do companheiro de equipe, pois sabia que precisava superá-lo logo. Não teve trabalho. Uma vez na ponta, tirou tudo o que os compostos médios tinham para dar e, ainda mais impressionante, foi o stint final com os pneus duros usados. Aqui, talvez tenha sido a grande surpresa, principalmente para os rivais. Sem qualquer erro, portanto, Lewis alcançou a 97ª vitória na F1 e abriu 8 importantes pontos para Verstappen no Mundial.

Evidentemente, é um cenário amargo para a Red Bull, especialmente por conta das armas que possui em 2021. Durante a prova portuguesa, Verstappen foi capaz de imprimir um ritmo muito semelhante ao dos carros da Mercedes, andando constantemente no mesmo tempo, e isso tanto com pneus médios, como com os duros. Só que os muitos erros do fim de semana cobraram seu preço. E esse é grande calcanhar de Aquiles dos energéticos.

A equipe austríaca tinha, sim, um carro para fazer a primeira fila. De novo, Verstappen errou, parece não se entender mesmo com os limites de pista. Na segunda tentativa do Q3, o time o enviou à pista em uma posição ruim, Max pegou tráfego e não conseguiu fazer valer a vantagem de aquecer mais rápido os pneus. Teve de largar em terceiro.

Max Verstappen e Lewis Hamilton são os protagonistas do ano (Foto: AFP)

Em que pese também a excelente relargada, com a ultrapassagem em Hamilton, o equívoco logo depois, na curva 14, colocou tudo a perder. E como se não bastasse, no fim da corrida, ainda extrapolou os limites e teve a volta eliminada, perdendo o ponto extra.

Quer dizer, são pequenos erros que precisam ser neutralizados, principalmente se o rival driblar melhor os problemas, como aconteceu com Hamilton em Ímola. É bem verdade que a segunda colocação em Portugal foi uma importante resposta aos percalços do fim de semana, mas já é também a segunda vez em três etapas que os taurinos deixam a pista com um gosto ruim causado por suas próprias ações.

Por enquanto, o placar está em 2 x 1 e ainda tem muito jogo pela frente, mas para que esse jogo se estenda até a rodada final, os energéticos não podem mais vacilar.

A próxima etapa do campeonato acontece no próximo domingo, 9 de maio, com o GP da Espanha.


GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube