F1

Organizadores perdem prazo para renovar contrato, e GP do México de 2020 fica ameaçado

O GP do México corre o risco de ficar de fora do calendário da temporada 2020. Os promotores perderam o prazo para a renovação do contrato, e agora estão procurando alternativas com a Fórmula 1 para seguir com a categoria

Grande Prêmio / Redação GP, de São Paulo
A Fórmula 1 corre o risco de perder o GP do México em 2020. O motivo é que os organizadores acabaram perdendo o prazo para a renovação de contrato e inclusão do evento no calendário provisório da próxima temporada, ficando sem o direito de manter a data.
 
O contrato da prova com a categoria expira no final de 2019, mas os promotores já deixaram claro que estão em negociação para estender o acordo. Em comunicado oficial, afirmaram que “após o prazo para mantermos a data que usamos para o GP do México expirou, gostaríamos de comunicar que os promotores do evento perderam os direitos de seguir com a data em 2020.”
 
“Entretanto, as negociações com a F1 e as autoridades de nosso país ainda estão acontecendo com o melhor espírito para encontrar uma alternativa para manter a competição no México. Quando tivermos novidades sobre as negociações, vamos torná-las públicas, através de canais oficiais e representantes”, seguiu.
O GP do México corre o risco de ficar fora da F1 em 2020 (Foto: Mercedes)
Chase Carey, chefe do grupo que comanda a F1, deixou clara a situação da prova mexicana. “Temos contratos em que 2019 é o último ano e ou temos que criar um novo acordo, ou seguir caminhos diferentes”, disse.
 
“E não há nada de único nisso que não fosse verdade no ano passado. Tivemos um número de renovações em 2018, assim como tivemos no ano anterior. Há diferentes questões em cada um”, seguiu.
 
O prazo expirou no último dia 28 de fevereiro. Os promotores do evento recentemente perderam um importante apoio financeiro, que era o governo. O novo presidente, Andrés Manuel López Obrador, tomou posse em janeiro e afirmou que o valor destinado para a F1 será realocado para uma ferrovia que vai ligar pontos turísticos por todo o país. Sergio Pérez lamentou o fato, temendo o futuro da prova.