Paddock GP: Abandono das Haas entregou vitória nas mãos de Vettel, mas teoria da conspiração é “ridícula e leviana”

A quebra da Haas durante o GP da Austrália da F1 foi o grande trunfo da Ferrari, que aproveitou o safety-car virtual para dar o pulo do gato com Sebastian Vettel e garantir a vitória do alemão. No entanto, o episódio foi acusado de ter sido intencional pela equipe americana, que baseou o projeto de seu carro no SF70H e pretendia beneficiar o time de Maranello

Nem bem aconteceu a etapa de abertura da temporada 2018 da F1 e já pipocou a primeira teoria da conspiração do ano. Após um problema na parada, Romain Grosjean abandonou a prova australiana e teve de deixar seu carro em um ponto perigoso da pista. Isso provocou safety-car virtual, a Ferrari deu o bote e Sebastian Vettel garantiu a vitória.

Começaram então a surgir os comentários de que a Haas havia feito aquilo intencionalmente para favorecer a equipe italiana. No PADDOCK GP #113, os comentaristas criticaram duramente qualquer comentário desta natureza. “A Haas não tem absolutamnete nada a ganhar, é ridículo, leviano”, falou Nathalia De Vivo.

ASSISTA ABAIXO.

O PADDOCK GP é transmitido AO VIVO pelo canal do GRANDE PRÊMIO no YouTube e pela página do Facebook. Sempre às terças-feiras, o programa começa às 19h30. 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube