Para “evitar desentendimentos”, Pirelli confirma que vai definir junto da FIA “procedimento mais claro” para pneus

Após a polêmica irregularidade encontrada nos carros da Mercedes, que ainda assim não foi punida no GP da Itália, a Pirelli e a FIA vão regulamentar um procedimento que deverá ser seguido em casos futuros

A Pirelli prometeu trabalhar junto da FIA para definir um procedimento mais claro para a medição das pressões dos pneus durante os finais de semana de corrida no Mundial de F1. 

O assunto rendeu polêmica na última etapa, em Monza, depois que o carro do vencedor Lewis Hamilton foi flagrado como irregular em uma verificação conduzida pela FIA. Ficou constatado, no grid, que tanto ele quanto seu companheiro de equipe, Nico Rosberg, tinham seus pneus abaixo da pressão mínima recomendada pela fabricante dos compostos.

Hamilton venceu em Monza, mas depois temeu perder a vitória por causa dos 'pneus murchos' (Foto: AP)

Ainda assim, após uma longa deliberação dos comissários e justificativas da Mercedes e da própria Pirelli, Hamilton não foi punido. Os comissários, no entanto, recomendaram que um procedimento mais explícito fosse definido.

"Nos próximos dias, vamos definir, em conjunto com a FIA, um procedimento para mais claro para permitir que as equipes sigam mais facilmente as regras do uso dos pneus", disse a Pirelli em nota antes do GP de Cingapura.

"Isso é importante para evitar quaisquer desentendimentos, dando aos times indicações mais precisas para obedecer, assim evitando o que ocorreu com a Mercedes em Monza", completou a empresa.

VIU ESSA? TRAILER DE 'AYRTON – RETRATOS E MEMÓRIAS'

determinarTipoPlayer(“15606456”, “2”, “0”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube