Pérez revela opções no mercado para 2019, mas fala em “ver o que vai acontecer” na Force India

Ainda sem vaga definida no grid de 2019, Sergio Pérez admitiu que segue sonhando com equipe de ponta, mas reconheceu que não existem grandes opções em Ferrari e Mercedes. Mexicano contou que tem alternativas no mercado, mas disse que quer esperar uma definição do futuro da Force India

Sergio Pérez não vai definir seus próximos passos na F1 antes de saber quais são os planos da Force India para o futuro. O mexicano disse ter opções para 2019, mas revelou que, primeiro, quer saber o que vai acontecer com sua atual equipe.

 
Décimo colocado no Mundial de Pilotos, Pérez admitiu que segue sonhando em guiar por uma das grandes equipes da F1, mas também reconheceu que “parece impossível” conseguir algo em Ferrari e Mercedes. Assim, a preferência passa, então, para a seguinte melhor equipe. E, considerando o histórico recente, a Force India é bastante atrativa.
Sergio Pérez quer esperar Force India antes de definir futuro na F1 (Foto: Force India)
Hoje quinta colocada na classificação do Mundial de Construtores, a equipe de origem indiana foi a ‘melhor do resto’ nos últimos dois anos, quando encerrou as temporadas de 2016 e 2017 na quarta colocação, atrás apenas das três maiores equipes atuais ― Mercedes, Ferrari e Red Bull.
 
“Obviamente, o objetivo é guiar em um dos principais times. Só que agora parece impossível algo na Mercedes ou na Ferrari”, disse Pérez em uma coletiva de imprensa em Hungaroring acompanhada pelo GRANDE PRÊMIO nesta quinta-feira (26). “Mas você sempre precisa ver o que é melhor para o futuro, para estar em uma posição de conseguir uma vaga em equipe de ponta. Então, é preciso encontrar um lugar onde você vai poder mostrar o seu melhor”, ponderou. 
 
“Nos últimos dois anos, a Force India foi a melhor do resto”, lembrou. “Ainda estamos olhando as opções para o próximo ano, as vagas que estão abertas. Ainda quero ver o que será possível para o próximo ano. E aí vamos decidir”, explicou. 
 
No início da semana, a publicação alemã ‘Auto Bild’ afirmou que Lawrence Stroll, pai de Lance, comprou a Force India, que vive conhecidas dificuldades financeiras. A venda, porém, ainda não foi confirmada. 
 
“Porém, definitivamente, quero esperar e ver o que vai acontecer aqui, porque acredito que essa equipe tem mais potencial do que qualquer outra aí, tirando as três maiores”, opinou. 
 
Mesmo disposto a esperar, Pérez se sente em uma posição confortável, já que acredita ter opções para escolher onde vai correr no próximo ano.
 
“De qualquer forma, há algumas opções. Não que seja muito diferente de outros anos, mas agora parece que há mais movimentação das notícias na imprensa, mas o mercado de pilotos está um pouco calmo. Talvez haja menos movimentação do que as pessoas esperaram. Não há tanta coisa assim acontecendo”, considerou. “Mas acho que estou em uma boa posição porque tenho a chance de escolher, tenho opções”, concluiu.
GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do GP da Hungria de F1 AO VIVO, em TEMPO REAL e IN LOCO com a jornalista Evelyn Guimarães. Siga tudo aqui.
 

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar