Gasly destaca “evolução” da Alpine durante temporada 2023: “Isso dá confiança”

Apesar de ficar fora do top-10, Pierre Gasly elogiou o trabalho e o progresso da Alpine ao longo da temporada passada da Fórmula 1 e afirmou que o campeonato feito pela equipe não foi ruim

A Alpine novamente entrou em uma temporada da Fórmula 1 cercada de expectativas e planos ousados, mas ficou com a sensação de decepção. Em 2023, até conseguiu um pódio com cada piloto e a impressão de que ambos foram surpreendentes pelas condições de pista ou clima. No fim, Pierre Gasly e Esteban Ocon sequer terminaram o campeonato no top-10 e a equipe francesa acabou na sexta posição, com 120 pontos.

O ano da Alpine ainda foi marcado por diversas mudanças internas, com as saídas de dirigentes importantes como o CEO Laurent Rossi e o chefe Otmar Szafnauer, além dos diretor Pat Fry, Alan Permane e Davide Brivio.

Relacionadas


Em seu primeiro ano pela equipe, depois de longa passagem pela AlphaTauri, Gasly acredita que a Alpine terminou o ano melhor do que começou e destacou as complicações que foram enfrentadas ao longo da temporada 2023.

“Ainda existem muitos desafios, mais do que esperávamos, então não fomos capazes de alcançar as ambições do início do ano. Foi um ano desafiador, decepcionante na perspectiva de resultados, mas não diria que foi uma temporada ruim. Apenas acredito que outros [times] tiveram um ano melhor e fizeram um trabalho superior ao nosso”, disse o francês.

Gasly aproveitou a chuva e o caos em Zandvoort para assegurar um pódio em 2023 (Foto: AFP)

“Terminamos o ano mais fortes do que começamos. Vi muitas evoluções, progressos e melhorias ao longo do campeonato, isso dá confiança para a temporada seguinte”, completou.

Gasly terminou 2023 apenas na 11ª colocação no campeonato, com 62 pontos conquistados, sendo 46 na metade final do certame, quando foi ao pódio na Holanda e alcançou outros bons resultados no top-10. Para 2024, o piloto garante que o time já identificou as áreas de melhoria na performance do carro e também nas questões internas.

“Pelo que vi até o momento, estamos realmente tentando evoluir em todos os pontos. Estamos cientes de nossas fraquezas e de nosso potencial, sabemos também nossas forças. Não tenho uma garantia de que o próximo ano teremos um carro que permita brigar por posições, mas vejo que estamos tentando o máximo”, pontuou.

Fórmula 1 retorna às pistas de 21 a 23 de fevereiro de 2024, com os testes coletivos da pré-temporada, no Bahrein.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da Fórmula 1 direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.