Pilotos buscam esclarecimento e pedem regras “preto no branco” após polêmica do Brasil

Nomes como Carlos Sainz Jr., Lando Norris e Fernando Alonso defenderam que o regulamento da Fórmula 1 precisa ser claro e não deixar margem de interpretação

Os pilotos querem regras “preto no branco” para a Fórmula 1. Depois da polêmica defesa de Max Verstappen em cima de Lewis Hamilton no GP de São Paulo, as regras estão sob escrutínio, especialmente por terem uma ampla margem a interpretação.

Antes do GP do Catar, os pilotos tiveram uma reunião com os comissários da FIA (Federação Internacional de Automobilismo) e com Michael Masi, diretor de provas da F1, para conversar sobre o lance da curva 4 de Interlagos, que motivou um pedido de revisão por parte da Mercedes, negado pela FIA.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Carlos Sainz apontou que o regulamento da F1 ainda não é 100% claro (Foto: Ferrari)

Após a reunião, Hamilton afirmou que, com exceção de Verstappen, todos os demais pilotos “estavam simplesmente pedindo esclarecimentos”.

O diretor de provas, por sua vez, alegou que a questão ficou clara para os pilotos, mas em todo mundo concorda. Titular da Ferrari, Carlos Sainz Jr. ainda acha o regulamento confuso.

“Em termos de abordagem às corridas, ainda não está muito claro”, disse Sainz. “Acho que vocês já nos ouviram falar sobre isso, porque não sabemos exatamente o que vai acontecer corrida a corrida. Mas, como eu disse a imprensa depois de ontem, acho que haverá uma conversa mais profunda sobre a maneira como corremos que, esperamos, vai esclarecer as coisas um pouco mais”, seguiu.

Lando Norris concordou que algumas coisas no regulamento precisam ser esclarecidas para os pilotos.

“Acho que algumas coisas estão um pouco mais claras, mas outras, não. Acho que o que está claro é que nem todos os incidentes serão iguais, ainda que pareçam idênticos, então é difícil saber quais são as circunstâncias diferentes”, disse o piloto da McLaren. “Mas acho que a maioria das coisas foram esclarecidas. Mas é difícil dar sempre uma posição definitiva e dizer que isso é o que pode e o que não pode”, ponderou.

Questionado se vai mudar a maneira de encarar as disputas na pista, Norris respondeu: “Ah, não. Tem algumas coisas que talvez ajuste. Não acho que isso mudaria a maneira como corremos, mas, sim, talvez você simplesmente ajuste algumas coisas que possivelmente agora pode ou não fazer. Não acho que mudaria muito”.

Um dos críticos da postura inconsistente dos comissários, Fernando Alonso cobrou que o regulamento seja “preto no branco”.

“Acho que todos concordamos que precisamos de mais consistência, precisamos de regras que sejam preto no branco, pois quando são cinza, às vezes você sente que está se beneficiando deles e outras vezes sente que mais uma vez foi mal ou um idiota na pista. É melhor quando elas são preto no branco”, defendeu. “Vamos ver se conseguimos melhorar completamente. Acho que não é um problema só da FIA, é dos pilotos, das equipes, da FIA. Nós todos precisamos trabalhar juntos para termos um regulamento melhor”, encerrou.

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar