Pirelli considera adoção do Halo e novo peso, mas revela que carro de 2018 pode se tornar até 2s mais veloz

De acordo com dados da Pirelli, os carros de 2018 devem se tornar até 2s mais velozes por volta. As mudanças nos pneus devem ajudar neste aumento de desempenho, ainda que haja certa preocupação com a influência do Halo e do novo peso dos modelos da F1

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Os carros da F1 devem se tornar dois segundos mais rápidos por volta até o fim da temporada 2018. Quem afirma é a Pirelli. A fornecedora única de pneus do Mundial reuniu dados de simulação sobre as mudanças para o próximo campeonato e já projeta um novo aumento no desempenho dos modelos. 

 
As alterações técnicas sofridas pela maior das categorias neste ano ajudaram a deixar os carros mais velozes e exigentes. Por isso, os tempos caíram drasticamente, especialmente, na comparação a 2015, quando as novas regras foram pensadas. 
Pirelli projeta carros até 2s mais velozes em 2018 (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)
Neste ano, cada pista do calendário testemunhou uma grande melhora no ritmo neste ano, sendo que a maior diferença foi vista durante o GP da Malásia, em que a pole-position conquistada por Lewis Hamilton foi 9s mais rápido do que há dois anos, ainda que fatores externos como o clima, a época do ano e o novo asfalto também tenham contribuído para a queda dos tempos.
 
"No início do próximo ano, os carros devem ser mais rápidos em torno de um 1s por volta e, durante o ano, dentro da taxa de desenvolvimento, creio que até 1s, 1s5. E aí, no fim da temporada, já devem ser 2s mais velozes por volta", explicou Mario Isola, chefe de competição da Pirelli na F1, em declaração ao site norte-americano 'Motorsport.com'.
 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

"Se nós deixarmos os pneus ainda mais macios, os carros podem ser ainda mais rápidos. Mas devemos nos lembrar vai haver um peso adicional com o halo, e isso nos custará certa de três a quatro décimos de segundo, isso devido ao peso e às implicações aerodinâmicas", completou o dirigente.
 
A FIA (Federação Internacional de Automobilismo) elevou o limite de peso mínimo em 6 kg para 2018 por conta do Halo, também como forma de reforçar os chassis.
EM BUSCA DO SONHO DA F1

PIETRO FITTIPALDI REVELA QUE NEGOCIOU COM A SAUBER PARA 2018

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height:
0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute;
top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube