Por furos de pneus, Silverstone muda zebra às vésperas do GP dos 70 anos

A pedido da FIA, o circuito de Silverstone fez uma alteração na zebra entre as curvas Becketts e Chapel para o GP dos 70 Anos. A expectativa é de que a mudança não exija tanto dos pneus na corrida deste fim de semana

Apesar de duas corridas em dois finais de semana seguidos, Silverstone vai fazer mudanças para o GP dos 70 Anos, que acontece neste domingo (9). A principal alteração é na zebra entre as curvas Becketts e Chapel.

Após o GP da Inglaterra no último domingo, a Federação Internacional de Automobilismo (FIA) solicitou a instalação de uma nova zebra na saída da Becketts, local onde os pilotos abusaram dos limites de pista e muitas vezes colocaram pneus na grama antes da curva Chapel. O uso contínuo e equivocado dessa zebra colocou muita pressão nos compostos.

Na parte final da prova, três pilotos tiveram falhas nos pneus: Lewis Hamilton, Carlos Sainz e Valtteri Bottas. Outros competidores precisaram parar nos boxes para mudar os compostos nas últimas voltas.

Exigente circuito inglês fez vítimas durante a corrida, como Carlos Sainz (Foto: McLaren)

“Para ajudar os pilotos a aderirem aos limites de pista neste fim de semana, a pedido da FIA, um trecho de 23 metros de zebra foi instalado na saída da curva 13 para o GP dos 70 Anos”, afirmou um porta-voz de Silverstone em comunicado.

Após os treinos para o GP da Inglaterra, Esteban Ocon reclamou da zebra entre as curvas Becketts e Chapel. Segundo o piloto da Renault, foi feita uma modificação no circuito e os pilotos não se adapataram.

“Agora não há mais uma zebra onde havia anteriormente, então você passa pela sujeira e depois pega a zebra e isso pode danificar os pneus”, comentou o francês.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube