Por ida ao SportsCar, Magnussen recusa vaga de reserva da McLaren para 2021

De acordo com o portal Auto Sport Web, Kevin Magnussen poderia ter seguido na Fórmula 1, mas como reserva da McLaren. Porém, recusou

Kevin Magnussen estreou na Fórmula 1 de um jeito inesquecível: com a McLaren, no GP da Austrália de 2014, foi ao pódio. Depois, nunca mais conseguiu tal feito, e se despediu da categoria ao final da temporada 2020, guiando pela Haas. Mas 2021 poderia ter visto o dinamarquês com papel no grid, e fechando tal círculo, mas ele recusou.

De acordo com o portal japonês Auto Sport Web, Magnussen dispensou uma oportunidade de seguir na F1, e pela McLaren, ao escolher se mudar para o SportsCar.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

KEVIN MAGNUSSEN; HAAS; DESPEDIDA; FÓRMULA 1;
Kevin Magnussen se despediu da Fórmula 1 no GP de Abu Dhabi de 2020 (Foto: Haas)

O dinamarquês anunciou no começo de dezembro do ano passado que disputa o 2021 da categoria americana pela Ganassi, e já estreou na corrida de classificação para as 24 Horas de Daytona.

Só que ele poderia, neste ano, seguir rodando o mundo com a F1, como reserva da McLaren. A equipe laranja procurou Magnussen para ter um reserva oficial em caso de necessidade, e não precisar, por exemplo, chamar um piloto da Mercedes, sua nova fornecedora de motores.

Aos 28 anos, Magnussen disputou seis temporadas na Fórmula 1, com o No SportsCar, ao lado de Scott Dixon e Renger Van Den Zande, larga em sétimo nas 24 Horas de Daytona, marcadas para os dias 30 e 31 de janeiro.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube