F1

Por intoxicação alimentar, Ecclestone não vai a Xangai e critica Liberty Media por GP 1000 na China

Antigo chefão da F1, Bernie Ecclestone disse que mudou de ideia e não vai estar neste fim de semana em Xangai por ainda estar em recuperação de uma intoxicação alimentar. O britânico, um dos grandes responsáveis pela Fórmula 1 estar na China, criticou o Liberty Media pela realização do GP 1000 da história bem longe de Silverstone, berço do esporte em 1950

Grande Prêmio / Redação GP, de Sumaré

GP 1000
Quais foram as maiores corridas da Fórmula 1 em tempos recentes?
🎥 Qual das 999 corridas foi a mais marcante da história da Fórmula 1?
Desde o primeiro e todos os GPs 'centenários' da história da Fórmula 1

 
Chefe supremo da Fórmula 1 durante quatro décadas, Bernie Ecclestone, hoje nomeado pelo Liberty Media como presidente honorário da categoria, não vai estar presente neste fim de semana do GP da China, palco da corrida 1000 da história neste domingo (12) em Xangai. O britânico vai acompanhar a disputa onde mora, em Londres, e revelou que não vai viajar à Ásia porque ainda se recupera de uma intoxicação alimentar.
 
“Vou assistir à corrida em Londres. Estava indo para Xangai, mas mudei de ideia. Há um mês, tive uma intoxicação alimentar e não me sinto ainda totalmente recuperado”, contou o ex-chefão da F1 em entrevista à revista francesa ‘Auto Hebdo’.
 
De certa forma, Bernie mostra insatisfação por hoje estar desempenhando uma função decorativa dentro da gestão da F1 e lamentou por não ter mais voz ativa nos rumos da categoria.
Bernie Ecclestone criticou o Liberty Media por levar o GP 1000 da Fórmula 1 para a China (Foto: AFP)
“É completamente diferente porque queria estar envolvido, mas sei que não posso. Eu só tenho de manter minha boca fechada”, disparou o antigo dirigente.
 
Ecclestone criticou o Liberty Media por marcar o GP 1000 da Fórmula 1 para a China e defendeu: a histórica prova deveria acontecer em Silverstone. “Por quê? Porque a primeira corrida aconteceu lá. Eu também estava lá. Se os organizadores tivessem me dito que estavam com medo de perder dinheiro por causa disso, teria dado um jeito de cobrir as perdas”, disse.
 
“Um público muito maior teria ido a Silverstone. Não sei se o Liberty pensou sobre isso. Eles não estão no ramo há muito tempo, então eles não devem ter prestado atenção em detalhes, como o primeiro GP da história. Eles podem não ter considerado isso algo importante”, criticou.
 
“Eu ainda sou um empregado com essa posição incompreensível, mas ninguém pediu minha opinião. Como compraram a empresa, eles provavelmente pensaram que o tempo do velho aqui já passou”, acrescentou Bernie.
 
O britânico foi além e a empresa liderada por Chase Carey é forte nos negócios, mas peca por não observar o aspecto esportivo da F1. 
 
“Não tenho certeza de que eles são verdadeiros competidores. O esporte é comandado por gente dos negócios. Eles estão fazendo muitas coisas que eu não teria pensado. Não estou dizendo que eles estão errados, mas eles vão gerar mais receita? Se não, eles deveriam dizer a si próprios: ‘Estamos comprando isso para fazer dinheiro, mas não está dando certo’”, afirmou.
 
“Uma solução é aumentar as corridas, mas tudo depende dos termos dos contratos. As equipes criticaram os planos de realizar uma corrida em Miami porque isso não teria dado nada à empresa”, complementou Ecclestone, que avisou que volta a acompanhar ‘in loco’ a F1 nas próximas corridas, em Baku, no Azerbaijão, e em Barcelona, na companhia de Donald Mackenzie, antigo dono da F1 com a empresa CVC.
 
O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do GP da China AO VIVO e EM TEMPO REAL. O primeiro treino livre está marcado para as 23h (de Brasília) da quinta-feira. Os horários completos estão abaixo.
 

Confira a programação do fim de semana do GP da China de F1
Horários de Brasília, GMT -3

SESSÃO DIA DATA HORA
TL1 Quinta 11/4 23h
TL2 Sexta 12/4 3h
TL3 Sábado 13/4 0h
TC Sábado 13/4 3h
GP Domingo 14/4 3h10

Fórmula 1 2019 AO VIVO 🇨🇳 
Acompanhe todos os treinos livres, classificação e o GP da China aqui


Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.