Por Bottas e temporada 2022, Alfa Romeo prevê subida de orçamento “até o limite” na F1

Frédéric Vasseur revela subida de investimento na Alfa Romeo para próxima temporada, que terá chegada de Valtteri Bottas; segundo posto ainda está vago

A Alfa Romeo, que terá a chegada de Valtteri Bottas a partir do ano que vem, tem mais motivos para aguardar ansiosamente a temporada de 2022. O chefe da equipe, Frédéric Vasseur, revelou que o orçamento disponível da escuderia para o ano seguinte estará “próximo do limite” permitido na categoria. O companheiro do finlandês ainda não foi decidido pela time, que atualmente tem Antonio Giovinazzi no posto, mas já revelou negociações com Nyck de Vries, da Fórmula E, e confirmou que um dos candidatos é o chinês Guanyu Zhou, vice-líder da Fórmula 2, atrás apenas de Oscar Piastri.

Em 2021, o teto orçamentário é de US$ 145 milhões (ou R$ 792 milhões, na cotação atual), valor que vai cair em US$ 5 milhões (R$ 27,31 milhões) para o próximo ano e terá uma nova baixa no mesmo valor para o triênio 2023-2025, chegando a US$ 135 milhões (R$ 737 milhões). Atualmente, as estimativas de gastos da Alfa Romeo estão entre US$ 30 e 40 milhões (R$ 163,88 milhões e R$ 218,51 milhões) abaixo do limite permitido para este ano. O dinheiro, por sua vez, está investido no projeto do ano que vem.

“Estávamos muito abaixo do limite orçamentário, e no próximo ano estaremos bem no limite”, revelou Vasseur em entrevista veiculada pelo site britânico The Race. “Tivemos seis meses um pouco incertos. Mas a nova direção da Alfa Romeo veio com uma nova dinâmica, convencida de que precisa investir no lado icônico da marca, e é importante que o futuro da Alfa Romeo esteja ligado ao automobilismo e à F1”, disse.

“Eles querem ir nessa direção, no sentido de reconstruir algo. Assinamos o acordo em junho, não foi uma negociação muito longa, eles estavam convencidos de que tinham de fazer algo. E nós precisamos convencê-los de que faremos um trabalho melhor, pois é claro que a Alfa Romeo também não quer ter problemas. Isso significa que tivemos que explicá-los sobre a decisão que tomamos”, afirmou.

A decisão mencionada por Vasseur é sobre abandonar o projeto do carro de 2021 para focar exclusivamente no desenvolvimento do carro de 2022, quando novas regras passam a determinar o regulamento da Fórmula 1.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Frédéric Vasseur está confiante em novos e bons tempos para a Alfa Romeo a partir de 2022 (Foto: Alfa Romeo)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Sobre a construção do novo carro, o francês revelou empolgação com as evoluções vistas a cada semana, mas chamou atenção para o fato de que as equipes não possuem noção de como as concorrentes estão se saindo em suas fábricas. Desta forma, é preciso ter bastante confiança no próprio trabalho.

“É estranho que a cada semana eu me encontro com os caras da aerodinâmica, e estamos fazendo um bom progresso a cada semana – mas estamos cegos nisso: chegamos lá, mas não sabemos se os outros também chegaram ou aonde estão. Precisamos ter muita confiança no nosso trabalho”, disse, antes de opinar sobre as outras equipes.

“É claro que todos vão dizer que seu projeto é bom. Porque, se não for o caso, se você começou um ano antes e sabe que não vai funcionar, é um desastre. Mas é o lado bom das competições, construir algo, tentar encaixar tudo. Você não sabe se o próximo passo será o suficiente, mas eu estou convencido de que pode ser”, ressaltou.

Na opinião do dirigente de 53 anos, uma equipe não consegue se manter na F1 sem buscar evoluir a cada semana. Nem mesmo as duas concorrentes pelo título, Mercedes e Red Bull, que atualmente possuem carros bem superiores aos demais rivais do grid – muito embora a distância da escuderia alemã para os concorrentes tenha diminuído.

“Mesmo se você for a Mercedes ou a Red Bull e estiver ganhando todo final de semana, você precisa achar o próximo objetivo. É mais fácil para nós achar áreas para melhorar, mas precisamos ter a mesma mentalidade”, finalizou.

A Fórmula 1 retoma suas atividades neste final de semana, entre os dias 8 e 10 de outubro, com a disputa do GP da Turquia, no Istambul Park.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar