Prodrive tem interesse em comprar fabricante de motores Cosworth, admite dirigente

David Richards confirmou que sua empresa gostaria de adquirir a Cosworth, que fornece motores para HRT e Marussia na F1

Chefe da Prodrive, David Richards admitiu, em entrevista ao jornal britânico ‘Daily Mail’, que cogita comprar a fabricante de motores Cosworth. A empresa, atualmente, fornece propulsores para as equipes HRT e Marussia na F1 e é de propriedade de Gerry Forsythe e Kevin Kalkhoven, e segundo relatos da última semana, está à venda.

Ex-chefe de Benetton e BAR na F1, sócio-majoritário da Prodrive, disse, porém, que achou o preço um pouco elevado. “Começamos a sondar a Cosworth, apesar de eu achar que eles estabeleceram um preço alto, já que entendo que eles não são os donos da marca e estarão fora da F1 em 12 meses”, analisou Richards. “Apesar de tudo, vale a sondagem”, completou.

Especulações recentes indicam que a Cosworth, depois entrar no mercado aeroespecial e de perder suas principais clientes na F1, Williams e Caterham, desistiu da categoria e deve abandonar o circo assim que os atuais motores V8 deixarem de ser utilizados.

Antes de voltar à categoria em 2010, com um projeto de motor mais barato para atender às equipes novatas, a Cosworth estava de fora da F1 desde 2006, quando trabalhou com a Williams. Em 2011, porém, a equipe de Tony Fernandes migrou para a Renault, assim como fez a Williams no ano seguinte.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube