Próximo do tricampeonato, Hamilton rejeita euforia por favoritismo e diz que “não há nada definido ainda”

Lewis Hamilton se recusa a dar o título como garantido em 2015, mesmo com uma vantagem de 66 pontos para o segundo colocado, Sebastian Vettel, restando quatro provas para o fim. Por isso, o inglês reafirmou que tem o pé no chão e nem pensa em mudar sua abordagem para a etapa deste fim de semana, em Austin, nos EUA

Mesmo à beira de conquistar seu terceiro título mundial, Lewis Hamilton insiste que nada está garantido. E é com esse pensamento que o líder do campeonato vai correr em Austin, neste fim de semana, prova que aguarda com ansiedade. 
 
A vitória no GP da Rússia, disputado há quase duas semanas, e o abandono de Nico Rosberg deixaram o inglês em um situação bastante confortável para vencer o Mundial. Na verdade, Hamilton pode levar a taça já nos EUA, mas é necessária uma combinação de resultados. Ou seja, o britânico precisa somar nove pontos a mais em relação a Sebastian Vettel e três em relação a Rosberg.
 
"Eu aprendi com a experiência que nada está totalmente definido neste esporte, por isso não vou tomar tudo como garantido neste fim de semana", afirmou Lewis. "Estou indo para a próxima etapa com a mesma motivação das provas anteriores. Há quatro corridas ainda para que eu possa assegurar esse campeonato e, enquanto eu não cruzar a linha de chegada em Abu Dhabi, nada está decidido. E isso é o que realmente importa", completou.
Lewis Hamilton quer ir devagar com euforia por título (Foto:AP)
"No momento, estou realmente animado para correr em Austin e vou dar o meu melhor para sair de lá com o meu terceiro chapéu Stetson. E isso seria inacreditável", acrescentou o piloto da Mercedes.
 
Hamilton também falou sobre as comemorações da Mercedes na semana passada depois da conquista do bicampeonato entre os Construtores. "Foi ótimo passar um tempo com a equipe na fábrica e festejar junto as conquistas que tivemos neste ano. Eu não tenho palavras suficientes para mostrar o quanto sou grato pelo trabalho duro de todos, por isso é importante saborear esses momentos", contou o inglês de 30 anos.
 
"Agora, a minha cabeça está totalmente em Austin, que é definitivamente um dos destaques do ano para mim. Adoro os EUA e passo muito do meu tempo por lá. Portanto, estou ansioso pelo fim de semana", encerrou Hamilton.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube