Räikkönen ressalta dificuldade no retorno, mas afirma que Ferrari está “chegando lá passo a passo”

Campeão mundial de 2007 disse que vê Ferrari evoluindo, ainda que seja difícil se sentir plenamente feliz logo que acontece uma mudança de time.


(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

A mudança de Enstone para Maranello ainda não se mostrou tão prazerosa para Kimi Räikkönen. Com a F14T ainda mostrando dificuldades nos quesitos rendimento e regularidade, o campeão mundial de 2007 admitiu que a felicidade pela chegada à nova casa não foi instantânea. Segundo o finlandês, encontrar o caminho para ajustar o carro é difícil quando o piloto muda de um time para outro.

"Mudar de equipe é complicado, ter aquele sentimento positivo logo no começo é difícil, assim como conseguir um bom ajuste, mas estamos chegando lá passo a passo", disse Räikkönen. "Com certeza gostaríamos de dar mais voltas, porém é sempre desse jeito nos testes."

Kimi Räikkönen vê ambos, acerto do F14T e sua felicidade, chegando lá passo a passo. (Foto: Getty Images)


(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

Apesar de estar sendo dominada pelos motores Mercedes, a sensação na Ferrari é de que o trabalho está evoluindo e a distância já é menor do que foi visto há algumas semanas.

"Acho que hove um grande crescimento desde que começamos, mas sempre há espaço para melhora", seguiu. "É isso que estamos buscando, embora eu não ache que está ruim. Trata-se mais de chegar ao ponto em que eu me sinto confortável e com tudo o que preciso. Às vezes é difícil saber exatamente o que queremos e seguir todas as regras faz um pouco mais complicado saber onde queremos chegar", completou.

Nesta quinta (27), o finlandês anotou o que foi o melhor tempo da Scuderia em Sakhir até então, 1min36s432 em 54 voltas. Já na manhã desta sexta (28), Fernando Alonso baixou o tempo vermelho para 1min35s634, apenas 0s064 atrás do primeiro colocado Sergio Pérez, e conseguiu 45 giros, mais do que todos os outros na pista.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube