RB recebe multa de R$ 57 mil após atraso de Tsunoda para cerimônia pré-corrida no Canadá

Yuki Tsunoda chegou atrasado para a execução do hino canadense antes da prova em Montreal, mas a RB assumiu a culpa. Por conta disso, a equipe acabou recebendo uma curiosa punição financeira depois do GP do Canadá

A Racing Bulls, ou RB, recebeu uma estranha punição e foi forçada a pagar uma multa de €10 mil — cerca de R$ 57 mil — após o GP do Canadá. Isso porque Yuki Tsunoda, um dos pilotos da equipe, se atrasou para a cerimônia no hino que acontece minutos antes de cada corrida da Fórmula 1.

Os pilotos são solicitados em suas respectivas posições à frente do grid para a cerimônia, mas Tsunoda não estava presente quando o hino canadense começou neste domingo (9), em Montreal. Em nota, a Federação Internacional de Automoblismo (FIA) explicou de maneira detalhada o ocorrido.

“Os comissários recebera um informe de que o piloto do carro #22 [Yuki Tsunoda] se atrasou para a execução do hino. Os comissários receberam evidências em vídeo e determinaram que, de fato, o piloto se atrasou para a cerimônia”, destacou o comunicado.

“A equipe pontou que falhou em informar o piloto sobre o tempo de maneira adequada e, por isso, ocasiou o atraso, mas também é responsbilidade do piloto chegar a tempo. Foi informado também que o competidor, assim que ficou ciente do erro, se esforçou para chegar à cerimônia o mais rápido possível”, acrescentou a FIA.

Yuki Tsunoda e a RB levaram curiosa multa em Montreal (Foto: Red Bull Content Pool)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

“Os comissários entendem que estar presente na execução do hino é um importante elemento dos procedimentos pré-corrida e um sinal de respeito ao país que recebe o evento. Ainda é destacado que o precedente é punido com uma pena leve (advertência), mas entende que a multa é igualmente apropriada”, finaliza a nota.

Tsunoda saiu zerado de Montreal e terminou a prova apenas na 14ª colocação. O japonês andou boa parte da corrida na zona de pontuação, mas errou nas voltas finais e perdeu diversas posições. O companheiro Daniel Ricciardo teve mais sorte no caos e terminou em oitavo.

Fórmula 1 volta entre os dias 21 e 23 de junho, em Barcelona, com o GP da Espanha, décima etapa da temporada 2024.

Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da Fórmula 1 direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.