Red Bull diz que Hamilton teve “vitória vazia”: “Espero que ele esteja feliz consigo mesmo”

Christian Horner criticou duramente Lewis Hamilton pela manobra que causou a batida de Max Verstappen na primeira volta do GP da Inglaterra: “É perigoso, parecia desesperado. Mandou um concorrente para o hospital”

Leia esta notícia em espanhol no GRAN PREMIO.

A reação de Christian Horner, chefe da Red Bull, diante da vitória de Lewis Hamilton depois do acidente que levou Max Verstappen a bater forte na primeira volta do GP da Inglaterra, foi contundente e dura. O comandante da equipe taurina criticou o vencedor da prova deste domingo (18) de forma muito dura: “Mandou um concorrente para o hospital”. Horner também afirmou que Hamilton obteve uma “vitória vazia” diante de tudo o que aconteceu em Silverstone.

Em entrevista veiculada pelo canal britânico Sky Sports, Horner não escondeu a enorme irritação com o ocorrido.

“Não deveria ser assim, para ser sincero contigo. Max sofreu um acidente de 51G. Lewis não deveria estar fazendo manobras como essa. É inaceitável. O maior resultado para nós é que ele [Verstappen] não se feriu”, disse.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Max Verstappen saiu do carro com apoio da equipe médica da FIA (Foto: Reprodução)

Sobre Hamilton, Horner foi irônico. “Espero que Lewis esteja muito feliz consigo mesmo”. O dirigente aproveitou para, novamente, criticar a manobra feita por Hamilton ao tentar passar Verstappen ao colocar o carro por dentro na rápida curva Copse, quando a batida jogou o holandês para a barreira de proteção.

“Ele enfiou uma roda dentro de uma curva que você sabe que não se faz isso. Você simplesmente não enfia uma roda na Copse naquela curva e naquela circunstância. Ele não estava nem perto da frente”, analisou.

“Toque entre o pneu dianteiro esquerdo no traseiro direito e na velocidade que eles estavam andando naquela que é a curva mais rápida do campeonato. Lewis tem experiência suficiente para saber que isso é inaceitável. Estou muito decepcionado com um piloto do seu calibre fazer uma manobra dessa”, criticou Horner.

“É perigoso. Parecia desesperado. Mandou um concorrente… graças a Deus, está ileso, mas foi para o hospital”, disparou.

Logo depois da corrida, Hamilton se isentou de culpa sobre o acidente e falou sobre a punição sofrida, de 10s. “Sempre tento medir como me aproximo, particularmente nas lutas com Max, que é muito agressivo. Aí hoje eu estava completamente do lado dele e ele não me deixou nenhum espaço”, explicou. “Mas, independente de eu concordar ou não com a punição, levo no soco na cara e continuo trabalhando. Eu estava pensando: ‘Não vou deixar nada impedir a curtição da multidão do fim de semana, o hino nacional e a bandeira inglesa’”, completou.

Questionado sobre a declaração de Hamilton, Horner respondeu, sendo novamente muito duro. “Não me importo com o que Lewis disse. Dê uma olhada na sua própria análise e depois faça sua própria comparação. Para mim, é uma vitória vazia”, concluiu.

Acidente entre Max Verstappen e Lewis Hamilton no GP da Inglaterra (Vídeo: F1)

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar