Red Bull rejeita oferta bilionária por AlphaTauri e tem plano para subir Ricciardo

Em meio às dúvidas sobre a identidade para a F1 2024, a AlphaTauri recebeu uma oferta de compra, mas a Red Bull descartou, pois tem outros planos para a equipe caçula. A informação está no blog do jornalista inglês Joe Saward

A Red Bull tem grandes planos para a AlphaTauri em 2024. Já se sabe que a equipe caçula da marca dos energéticos vai mudar de identidade, muito embora o novo nome não tenha sido anunciado ainda, mas o caso é que os taurinos pretendem usar o time B em um segmento diferente de mercado na F1 no próximo ano. A informação está no blog do jornalista britânico Joe Saward, nesta sexta-feira (1).

Enquanto alguns rumores apostam que a esquadra de Faenza será renomeada como Racing Bulls — marca já registrada pela Red Bull —, há ainda outros pontos que chamam a atenção. De acordo com Saward, os atuais campeões recusaram uma oferta de compra da AlphaTauri no valor de US$ 1,2 bilhão (R$ 5,8 bilhões aproximadamente), porque a ideia é ainda utilizar a equipe para trabalhar melhor a escalação da irmã mais velha, entre outras coisas.

Ainda que tenha sido confirmado que Yuki Tsunoda e Daniel Ricciardo vão formar a dupla do ano que vem, há uma possibilidade de o australiano ser promovido e voltar a dividir a garagem taurina com Max Verstappen. Saward escreve que, segundo fontes, há um adendo sobre isso no contrato do piloto de Perth. Quer dizer, existe uma possibilidade de troca, após as primeiras etapas, se Sergio Pérez não apresentar uma melhora de desempenho.

Daniel Ricciardo tem chance de voltar à Red Bull já em 2024 (Foto: AFP)

Neste cenário, Liam Lawson teria uma nova chance na equipe B, enquanto Ricciardo teria um substancial aumento de salário ao voltar a vestir o macacão da Red Bull. O destino de Pérez seria incerto, portanto. Ainda, a base da pintura dos carros da escuderia italiana será o layout escolhido para as corridas em Las Vegas e Abu Dhabi.

A AlphaTauri terminou o 2023 na oitava colocação no Mundial de Construtores, com 25 pontos. Ao longo da temporada, viu a troca de Nyck de Vries por Ricciardo antes mesmo do fim da primeira parte do campeonato. Mas o australiano desfalcou o time por cinco corridas, após uma fratura na mão esquerda, consequência de um acidente na Holanda. Para o lugar de Daniel, o time chamou Lawson, que somou dois pontos. Tsunoda disputou a temporada completa e terminou na 14ª posição, com 17 pontos. O dono do carro #3 foi 17º, com seis tentos.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da Fórmula 1 direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra, Escanteio SP e Teleguiado.