Red Bull se diz pronta para encarar Mercedes também nos tribunais: “Vamos lutar”

Christian Horner, chefe da Red Bull, defendeu a decisão do diretor de provas Michael Masi nas voltas finais do polêmico e intenso GP de Abu Dhabi, que deu o primeiro título mundial para Max Verstappen na Fórmula 1

A dramática última volta do GP de Abu Dhabi de F1 (Vídeo: TSN)

O campeonato 2021 da Fórmula 1 terminou na pista com vitória de Max Verstappen após grande ultrapassagem sobre Lewis Hamilton na volta final do GP de Abu Dhabi. Mesmo assim, por conta de polêmicas decisões da direção de prova, as equipes estão preparadas para as últimas consequências neste fim de ano.

Depois da corrida decisiva, a Mercedes entrou com dois protestos na Federação Internacional de Automobilismo. Primeiro, reclamou que Verstappen teria ultrapassado Hamilton com safety-car na pista, mas foi rejeitado. O time também questionou a entidade sobre os procedimentos da relargada.

Apesar da recusa da FIA em atender também o segundo pedido da Mercedes, a equipe já anunciou o desejo de seguir com a apelação, inclusive levando aos tribunais. Por isso, a Red Bull também está pronta para acionar juridicamente seus advogados nas próximas batalhas contra a rival.

RED BULL; FESTA; ABU DHABI; GP DE ABU DHABI;
A Red Bull festeja um título que não vinha desde 2013 (Foto: Clive Rose/Getty Images/Red Bull Content Pool)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

“Se eles apelarem, ok, eles vão apelar. Vamos lutar na corte de apelação e depois em um tribunal legal depois disso”, disse Christian Horner ao site RaceFans, acrescentando que a decisão foi “um pouco desesperada”.

“Eles foram grandes competidores este ano e o Lewis [Hamilton] tem sido um piloto fenomenal. Tivemos momentos, foi tenso, foi duro. Mas estamos encantados com o resultado e orgulhosos do Max [Verstappen], que foi fantástico durante todo o ano”, seguiu.

Horner ainda pontuou que não ficará surpreso se a Mercedes seguir com a apelação pelo resultado da corrida em Abu Dhabi, mas colocou sua visão sobre a decisão de Michael Masi ao liberar os retardatários depois de dizer que não faria o mesmo voltas antes.

“Acho que o diretor de provas deixou sua posição bem clara, os comissários também e as regras são bem claras”, concluiu.

LEIA TAMBÉM
Campeão, Verstappen consolida troca de guarda e fim da dinastia Hamilton na F1
Verstappen triunfa em rivalidade contra nêmesis de uma vida apenas aos 24 anos
Verstappen vence batalha árdua em primeiro título e sinaliza nova era na Fórmula 1
Red Bull enfim entrega carro vencedor e dá condição de título a Verstappen na F1

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar