Ricciardo celebra pódio em corrida “bizarra” em Ímola e pressiona Abiteboul por ‘shoey’

Daniel Ricciardo não achava possível ficar acima de quarto em Ímola, mas contou com o abandono de Max Verstappen no fim para fechar em terceiro pela segunda vez em 2020

Daniel Ricciardo subiu ao pódio pela segunda vez em 2020. No GP da Emília-Romanha, disputado neste domingo (1), em Ímola, o australiano da Renault contou com o abandono de Max Verstappen na reta final para fechar no terceiro posto, atrás da dupla da Mercedes.

Ricciardo também se beneficiou de um pit-stop de Sergio Pérez durante o safety-car e precisou se defender dos ataques de Daniil Kvyat nas voltas finais. O australiano comemorou o top-3 em uma corrida movimentada.

“Foi uma corrida bizarra. Eu pulei para quarto na largada e senti que era o melhor que poderíamos fazer com os três na frente. Pérez tinha um ritmo muito bom e nos passou durante as paradas. Acho que ele parou para macios com o safety-car e mantivemos a posição de pista. Não sei o que aconteceu com o Max, mas nos colocou na briga. Kvyat veio do nada nas voltas finais. Foi divertido, dois pódios em duas corridas”, descreveu o piloto da Renault na entrevista pós-corrida.

Daniel Ricciardo subiu ao pódio de novo em 2020 (Foto: Renault)

Ouça os programas do GRANDE PRÊMIO no formato de podcast:
Anchor | Apple | Spotify | Google | Pocket Cast | Radio Public | Breaker

Ricciardo também foi perguntado se o chefe Cyril Abiteboul fará uma nova tatuagem pelo segundo pódio da Renault em 2020.

“Ele me parabenizou e disse que não vai fazer uma segunda tatuagem, mas não esquecerei do ‘shoey'”, declarou o piloto, pressionando Abiteboul para dar um gole de bebida em um dos sapatos utilizados pelo australiano.

Siga o GRANDE PRÊMIO nas redes sociais:
YouTube | Facebook | Twitter Instagram | Pinterest | Twitch | DailyMotion

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube