Ricciardo exalta tarde de menos problemas na Red Bull e foca na quilometragem: “Vamos dar passos sólidos”

Daniel Ricciardo precisou lidar com problemas no câmbio e nos sensores do RB13. Mesmo assim, um fim de dia mais tranquilo possibilitou o acúmulo de 41 voltas em Barcelona. Lewis Hamilton foi o melhor do dia, 1s404 na frente do australiano

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

Daniel Ricciardo teve um dia de altos e baixos nesta segunda-feira (27) em Barcelona. Seis das oito horas de atividades foram comprometidas por problemas no câmbio e nos sensores do RB13. Nas últimas duas, um carro mais estável permitiu o acúmulo de 41 voltas. Para Ricciardo, é um bom indicativo para uma equipe que mira o acúmulo de quilometragem nos próximos dias de testes.
 
“Eu não consegui muitas voltas, mas a tarde foi melhor. Ainda tivemos alguns problemas, mas as últimas duas horas tiveram mais cara de teste”, refletiu Ricciardo. “Eu estive dentro do carro na maior parte das últimas duas horas e foi bom encerrar o dia de forma positiva. Vamos dar passos sólidos e amanhã espero que Max [Verstappen] consiga dar mais voltas para que possamos acertar o carro”, continuou.
 
Em termos de tempos de volta, o RB13 não foi brilhante. Ricciardo foi o sexto mais rápido, 1s404 atrás de Lewis Hamilton e sua Mercedes. É pouco para uma equipe que sonha com o título mundial em 2017 depois de três anos na sombra da Mercedes. Mas Daniel nem se preocupa.
 
“Claro que você fica de olho nas outras equipes, mas eu não penso muito nisso. Se formos 2s mais rápidos que todo mundo, é claro que vou ficar feliz, mas ainda é um mistério, você não sabe quanto combustível os outros estão carregando”, apontou.
Daniel Ricciardo não empolgou em Barcelona (Foto: FIA)
“Os outros carros ainda vão mostrar mais coisas. A temperatura está baixa, a pista parece fria e os pneus não estão na temperatura adequada. Mas os tempos já estão vindo, Lewis [Hamilton] foi mais rápido do que na classificação do ano passado. Claro que já estamos rápidos, mas acho que ainda vamos ser mais”, concluiu.
 
Ricciardo só volta ao RB13 na quarta-feira (29). Depois disso, o australiano só terá mais dois dias de testes na segunda semana de atividades.
Red Bull e McLaren, por outro lado, já registraram suas primeiras falhas. O time de Woking enfrentou um vazamento de óleo no motor do MCL32 ainda na volta de instalação, enquanto o time dos energéticos teve uma falha de software que fez Ricciardo ficar parado entre as curvas 3 e 4, motivando a interrupção da sessão em bandeira vermelha.
 
O GRANDE PRÊMIO acompanha ‘in loco’ a primeira sessão de pré-temporada em Barcelona com os repórteres Thiago Arantes e Evelyn Guimarães e o fotógrafo Arnau Puig.
 

#GALERIA(6941)
PADDOCK GP #66 RECEBE LUCAS DI GRASSI, DEBATE F-E E NOVOS CARROS DA F1

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube