Ricciardo sai em defesa e diz que Red Bull “tem todo o direito” de exigir igualdade de motores da Ferrari

Daniel Ricciardo também saiu em defesa da Red Bull e disse que a equipe austríaca tem todo o direito de exigir da Ferrari uma igualdade de condições em um eventual acordo para o fornecimento dos motores a partir de 2016

Depois de uma nova ameaça da Red Bull em deixar a F1, Daniel Ricciardo afirmou que a cúpula da equipe austríaca tem o direito de exigir igualdade de condições como parte de qualquer acordo com a Ferrari para o fornecimento de motores.
 
Falando à emissora inglesa Sky Sports News, o australiano não se mostrou preocupado com a situação, mesmo diante das palavras do consultor do time dos energéticos, Helmut Marko, que disse que o GP de Abu Dhabi pode ser o último da esquadra no Mundial, se não houver um acordo para uma unidade de potência competitiva para 2016.
Daniel Ricciardo saiu em defesa da Red Bull (Foto: AP)
"Ainda é cedo para se preocupar ou ficar apreensivo", disse o piloto de 26 anos. "Acho que se isso ainda estiver acontecendo daqui a dois meses, então será hora de chegar e perguntar: 'Ok, caras, o que vocês estão fazendo?'", completou.
 
"Acho que Dietrich Mateschitz [dono da Red Bull] está certo no que ele quer. Queremos ter igualdade, claro", acrescentou Ricciardo.
 
Ao site da F1 nesta quarta-feira, Marko afirmou que os comandantes da F1 ainda não perceberam o impacto que a saída da marca vai provocar no esporte e reiterou as ameaças. "Se não tivermos um motor competitivo, então não há um futuro para a Red Bull na F1. Ou seja, depois de Abu Dhabi, as cortinas vão se fechar. E essa é a opinião de Mateschitz ", declarou o ex-piloto austríaco.
 
No momento, a Ferrari é a única opção da Red Bull para a temporada 2016, mas os italianos temem entregar uma versão mais atualizada de seu motor aos rivais. A esquadra chefiada por Christian Horner chegou a negociar com a Mercedes, mas as conversas não foram em frente.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube