F1

Ricciardo vê F1 como “esporte confuso e complexo” e se diz surpreso com bom final de ano da Red Bull

O bom final de temporada da Red Bull surpreendeu até mesmo os pilotos da equipe. Para Daniel Ricciardo, isso mostra como a F1 é confusa; já para Max Verstappen, a situação fazia parte dos planos da equipe
Warm Up / Redação GP, de São Paulo
 Daniel Ricciardo (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)
O final de temporada da Red Bull, com Max Verstappen conseguindo pódio nas cinco corridas derradeiras e Daniel Ricciardo chegando perto - e não conquistando posições melhores do que quartos lugares por punição ao trocar motor - surpreendeu a dupla.

Para o australiano, isso mostra o quanto a F1 é complicada: "Esse esporte é tão confuso às vezes. Mesmo no Brasil fiquei surpreso com o ritmo que tivemos."

"No começo da corrida eu estava avançando no pelotão e isso normalmente prejudica seus pneus, mas em certo ponto percebi qye estava mais rápido que as Ferrari e as Mercedes. Foi difícil ultrapassar, mas eu sabia que tinha o ritmo. Não sei se acertamos algo que os outros erraram, mas certamente estávamos rápidos nas corridas finais. Esse esporte é muito complexo", seguiu.
Daniel Ricciardo (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)
Já para Verstappen a evolução estava planejada dentro da Red Bull: "Nós sempre melhoramos o carro e eu creio que toda atualização que colocamos no carro funcionou bem."

"Claro, iso é ótimo, e acho que outras equipes tiveram dificuldades nesse ponto. Me surpreendi com nossa velocidade no Brasil, porque percebi muito rapidamente isso", completou. 

Os cinco pódios do holandês nas cinco últimas corridas foram mais do que ele havia conseguido nas outras 16 provas - quatro pódios. Tanto ele quanto Ricciardo conquistaram duas vitórias em 2018.