Grosjean diz que foi “idiota” ao criticar halo e reflete: “Bianchi salvou minha vida”

O acidente de Jules Bianchi em 2014 levou à introdução do halo em 2018. O dispositivo, por sua vez, salvou Romain Grosjean em 2020. Sobrevivente, o agora ex-Haas agradece o compatriota

O ano era 2018, com a Fórmula 1 introduzindo o halo nos carros para aumentar a proteção à cabeça dos pilotos, muito por conta do acidente fatal de Jules Bianchi em 2014. Houve controvérsia, mas o dispositivo ganhou apoio de muitos opositores, como Romain Grosjean: sobrevivente de um acidente tenebroso no Bahrein em 2020, o agora ex-F1 agradeceu ao compatriota por ainda estar vivo.

A argumentação de Grosjean é que o acidente de Bianchi no GP do Japão de 2014, com o carro descontrolado da Marussia acertando um guindaste na área de escape, foi o gatilho necessário para a F1 introduzir o halo. Não fosse isso, Romain dificilmente teria escapado caminhando no acidente no GP do Bahrein de 2020.

“O Jules Bianchi salvou minha vida, graças ao Halo”, disse Grosjean, entrevistado pela TV francesa Canal Plus. “Ainda assim, eu era totalmente contra a introdução do Halo. Como eu fui idiota. O Jules salvou minha vida, salvou a vida de outros pilotos. Serei grato a ele para sempre”, seguiu.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

O acidente fatal de Jules Bianchi deixou legado na F1 (Foto: Reprodução)

Sem o halo, o capacete de Grosjean ficaria diretamente exposto aos guard-rails no local do acidente em Sakhir. Um lance que poderia terminar com graves lesões na cabeça e no pescoço rendeu apenas queimaduras nas mãos. Romain ainda se recupera, mas segue na ativa e com contrato para disputar a Indy em 2021.

Além de correr nos Estados Unidos, Grosjean fica de olho em uma atividade especial com um carro de F1. Como o francês não pôde disputar os GPs de Sakhir e de Abu Dhabi, não houve uma despedida formal da categoria. O veterano já negocia um teste privado com a Mercedes para encerrar de vez esse capítulo na carreira.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube