Grosjean pede estudos para que piloto “fique consciente mesmo com impacto forte”

Romain Grosjean afirmou ter sorte por manter a consciência após a pancada no Bahrein e quer ver mais estudos por parte da FIA para evitar que pilotos apaguem após fortes impactos

Semanas após o assustador acidente no GP do Bahrein, Romain Grosjean quer ver mais estudos por parte da FIA e da Fórmula 1 para manter os pilotos conscientes após impactos fortes em batidas, como o do francês em Sakhir.

Grosjean perdeu o controle e teve um impacto de 53 G contra o guard-rail após a curva 3 do circuito do Bahrein. A Haas se partiu em dois pedaços e imediatamente começou a pegar fogo. Após 28 segundos sob chamas, Romain conseguiu escapar apenas com queimaduras nas mãos.

“Eu acho que têm muitas coisas que aprendemos em um acidente, e no meu caso, tenho sorte por estar vivo, poder falar e lembrar de tudo. Não sei se é bom, mas eu lembro de tudo e acho que existem áreas cinzas no esporte a motor que precisam ser melhor entendidas. O próximo grande passo é entender o que acontece debaixo do capacete, no cérebro”, declarou o piloto em vídeo publicado em seu canal no YouTube.

O impacto da batida de Grosjean foi de 53G. (Foto: AFP)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Romain se sente sortudo por não ter desmaiado após o gravíssimo impacto. E espera que mais estudos sejam conduzidos para manter os pilotos conscientes sempre que um acidente destes aconteça.

“Fisicamente, eu saí do carro intacto. Sim, tenho queimaduras nas mãos e podemos melhorar a segurança das luvas, mas quero saber o que passa no cérebro do piloto. Um impacto de 60G deveria te fazer perder a consciência, mesmo por alguns segundos. Eu não deveria estar consciente, como estava, e isso salvou minha vida. Mas gostaria de entender, com sensores no cérebro onde houve um acidente, o que podemos fazer melhor com o capacete, encosto de cabeça, segurança e tudo para que o piloto, mesmo com um impacto forte, fique consciente para qualquer trabalho que ele tem de fazer”, completou.

Grosjean encerrou a carreira na Fórmula 1 com 179 corridas entre 2009 e 2020. O francês subiu ao pódio em 10 oportunidades diferentes, e correu pela Haas entre 2016 e 2020.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube