Rosberg impõe ritmo alucinante e deixa Mercedes na frente na manhã de sábado no Bahrein. Nasr é 4º

A Mercedes continua dando as cartas em Sakhir. Nesta manhã de sábado (22), Nico Rosberg foi o mais rápido e o primeiro a ultrapassar a casa de 1min33s283. Felipe Nasr, na estreia com a Williams, fechou em quarto

A Mercedes permanece no comando das ações no Bahrein. Impondo um ritmo alucinante na manhã deste sábado (22), quarto e último dia da segunda bateria de testes da pré-temporada 2014 da F1, Nico Rosberg assumiu o W05 e precisou de apenas 27 voltas para cravar 1min33s283, o tempo mais veloz, inclusive, da semana até o momento.

O registro ainda foi 1s6 mais rápido que o tempo alcançado por Jenson Button, que novamente deixou a McLaren em segundo na tabela de tempos, depois 39 giros antes da pausa do almoço. Kimi Räikkönen, em manhã movimentada, recuperou o tempo perdido de ontem, completou 42 voltas e ficou com a terceira melhor marca.

Felipe Nasr, anunciado no fim da noite desta sexta-feira como reserva da Williams, já teve o gostinho de andar com o FW36, carro que vai entregar ao titular Felipe Massa à tarde, conforme a programação inicial da equipe inglesa. E Nasr não fez feio e assinalou o quarto tempo da manhã, sob os olhares atentos dos dois companheiros de time.

Pelos lados da Renault, o dia foi mais uma difícil. Somando as voltas de todas as equipes equipadas com os motores franceses, os pilotos conseguiram percorrer apenas 39 giros.

Nico Rosberg foi o melhor da manhã em Sahkir (Foto: Getty Images)

Confira como foi a manhã do quarto dia de testes da F1 no Bahrein neste sábado

A manhã do quarto e último dia de testes coletivos da F1 neste sábado (22), em Sahkir, teve um início movimentado com Marcus Ericsson, Nico Rosberg, Jenson Button e Jean-Éric Vergne indo à pista logo que a luz verde acendeu no fim do pit-lane. A sessão também começou com a novidade na Williams: Felipe Nasr se tornou reserva e já foi escalado para dividir o FW36 com o xará Felipe Massa hoje. O novato começou as atividades com a equipe inglesa logo cedo também. 


A Ferrari e Kimi Räikkönen também começaram logo em seguida suas atividades, que ontem precisaram ser interrompidas por algumas horas por conta de um problema no sistema de telemetria da F14T. 

Logo depois das tradicionais voltas de instalação e cerca de 20 minutos após o início dos trabalhos barenitas, Ericsson se viu parado com sua Caterham na reta oposta do circuito árabe. Sem conseguir retornar por si mesmo, a bandeira vermelha foi acionada, para a entrada do caminhão de resgate.

Quando a pista foi liberada novamente, Vergne voltou imediatamente, abrindo em seguida a cronometragem, virando tempos na casa de 1min42s, até que conseguiu 1min41s784, marca que o manteve na primeira meia hora da manhã na frente da tabela. 

Enquanto Felipe Nasr já saía para suas primeiras voltas na F1 com o FW36 e Nico Rosberg dava início ao seu dia de trabalho com a Mercedes, a Lotus travava uma batalha nos boxes para colocar o E22 na pista. E Pastor Maldonado somente foi capaz de sair perto das 10h30, no horário local. 
Estreando na F1 como reserva da Williams, Felipe Nasr andou com o FW36 neste sábado (Foto: Getty Images)

Já líder da sessão, Rosberg foi quem provocou a segunda bandeira vermelha. Em sua segunda saída dos boxes, o alemão acabou parado na curva 2. A paralisação foi rápida. Na volta, a Ferrari logo mandou Räikkönen para pista, que foi seguido por Sergio Pérez. A Force India buscava uma sequência limpa de voltas. 


Equipadas com motores da Ferrari, Sauber, Marussia enfrentaram atrasos nesta manhã. Adrian Sutil sequer deixou os boxes por falhas de sistemas, enquanto Jules Bianchi completou apenas duas voltas após novos problemas de chassis. 

Já  vida da Renault continuou difícil. A Red Bull foi para a pista na metade da manhã. E Daniel Ricciardo pôde completar apenas 13 voltas. O melhor tempo foi em 1min39s837, 6s5 acima da marca de Rosberg, deixando o piloto em sexto na tabela. A Toro Rosso teve menos sorte. Vergne deu somente seis giros, ficando em sétimo no fim.

Quando finalmente foi à pista, Maldonado completou 16 voltas e dedicou o trabalho à avaliação dos componentes. Na Caterham, por outro lado, as falhas persistiram, e Ericsson somou apenas quatro giros e o nono posto da tabela. Kamui Kobayashi assume o carro malaio à tarde.

Como virou costume, os carros empurrados pelos motores Mercedes dominaram a manhã também. Rosberg impôs um ritmo alucinante pouco antes da pausa do almoço e fechou a fase inicial do dia com o tempo de 1min33s283. Ninguém chegou perto da marca depois.
Jenson Button foi o segundo mais veloz da manhã (Foto: Getty Images)

Button novamente foi o melhor do resto. Aí veio a intrusa Ferrari e, em seguida, o estreante do dia, Nasr, que conseguiu mostrar a grande consistência da Williams em 47 boas voltas. 

F1, Bahrein, Treinos coletivos, dia 4, manhã:

1 NICO ROSBERG ALE MERCEDES   1:33.283   27
2 JENSON BUTTON ING McLAREN MERCEDES   1:34.957 +1.674 39
3 KIMI RÄIKKÖNEN FIN FERRARI   1:36.718 +3.435 42
4 Felipe NASR BRA WILLIAMS MERCEDES   1:39.036 +5.753 47
5 SERGIO PÉREZ MEX FORCE INDIA MERCEDES   1:39.258 +5.975 19
6 DANIEL RICCIARDO AUS RED BULL RENAULT   1:39.837 +6.554 13
7 JEAN-ÉRIC VERGNE FRA TORO ROSSO RENAULT   1:41.784 +8.501 6
8 PASTOR MALDONADO VEN LOTUS RENAULT   1:41.880 +8.597 16
9 MARCUS ERICSSON SUE CATERHAM RENAULT   1:45.094 +11.811 4
10 JULES BIANCHI FRA MARUSSIA FERRARI       2
11 ADRIAN SUTIL ALE SAUBER FERRARI        

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube