Rossi revela que quase foi para F1 em 2006: “Mas queriam que fosse piloto de testes”

Valentino Rossi esteve próximo de trocar as duas pelas quatro rodas. O italiano revelou que em 2006, quando fez um teste pela Ferrari, ficou perto de assinar um acordo, mas acabou recusando por ter sido oferecido um papel de piloto de testes

Valentino Rossi esteve muito próximo de ser um piloto de Fórmula 1. O italiano revelou que chegou a fazer negociações para mudar da MotoGP, mas acabou recusando porque não queria ser um piloto de testes.
 
Em dezembro de 2019, o titular da Yamaha fez uma troca com Lewis Hamilton, onde ele guiou a Mercedes de 2017, enquanto o inglês ficou no comando da M1. Tudo aconteceu em Valência e foi promovido pela Monster, patrocinadora em comum dos pilotos, que se elogiaram bastante.
 
Mas essa não foi a primeira vez do multi-campeão a bordo de um carro da F1. Em 2006, o competidor chegou a participar de um teste com a Ferrari em Valência e fechou a atividade com o nono melhor tempo entre 15 pilotos. Na época, foi apenas 1s mais lento que Michael Schumacher.
 
O #46 aproveitou então para relembrar da experiência e falar mais sobre a recente. “Pensei sobre isso outra noite, posso dizer que sou a única pessoa no mundo que testou uma Ferrari e uma Mercedes, né? A única no mundo a fazer isso, acho que é bem legal”, disse em entrevista ao ‘Gazzetta dello Sport’.
Valentino Rossi (Foto: Yamaha)

“Sinto que os carros de hoje da Fórmula 1 são melhores do que os de 2006. Tive mais diversão também porque, fisicamente, tive menos problemas no pescoço. A Mercedes tem um motor impressionante, o turbo é incrível. E a aderência monstruosa, com aqueles pneus enormes”, seguiu.
 

“Quando surgiu a ideia disse para mim mesmo ‘lindo, que legal’. Mas, nestes casos, você sempre arrisca um acidente, então você dá 20 voltas e depois quatro horas de fotos ou algo assim. Então, disse ‘eu vou, mas quero um dia real como o da Ferrari. Um teste, 70, 80 voltas, sair do carro no final do dia’. E foi assim que foi”, completou.
 
Rossi ainda falou que ficou bastante próximo de trocar as duas pelas quatro rodas, mas acabou desistindo por conta do plano traçado para sua carreira. “Em 2006, estive muito próximo de ir para a Fórmula 1”, pontuou.
 
“Completei alguns testes na Ferrari e depois sentamos com o empresário da equipe que desenvolveu um plano bastante compreensivo para me preparar para a carreira na F1. Entretanto, primeiro eu teria que pilotar um carro menos veloz para me preparar e inicialmente deveria ser um piloto de testes, e por isso decidi declinar a oferta”, encerrou.
 
Desde 2006, Valentino conseguiu mais dois títulos, além de ter subido 117 vezes ao pódios, sendo 34 delas com vitória.
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube