Russell muda tom e diz que “Hamilton e Bottas são tão companheiros de equipe como Latifi”

Após o polêmico desentendimento com Valtteri Bottas, George Russell teve conversa privada com Toto Wolff, chefe da Mercedes, e afirmou que a regra número um para um piloto de corrida é não brigar com seus "companheiros de equipe"

Depois de ter se desentendido com Valtteri Bottas por conta do acidente que tirou os carros #63 e #77 do GP de Emília-Romanha, em Ímola, agora, para George Russell, são águas passadas. É verdade que o piloto britânico já pediu desculpas a Bottas – o que foi um motivo de elogio nas redes sociais por parte de seu compatriota Lewis Hamilton – e, nesta quinta-feira (29), Russell declarou considerar os pilotos da Mercedes “seus companheiros de equipe assim como seu parceiro da Williams, Nicholas Latifi”.

“Lewis e Valtteri são meus companheiros de equipe, assim como Nicholas é meu companheiro de equipe. Regra número um como piloto de corrida: você não deve brigar com seus companheiros de equipe. Então, isso ficou para trás agora, vivemos e aprendemos e seguiremos em frente”, disse George, que foi criticado pelo chefão da Mercedes, Toto Wolff, após o acidente no circuito italiano.

“Estou aqui por causa da Mercedes, eles me ajudaram a passar das categorias de base, eles realmente me ajudaram na Fórmula 1. E, como consequência, eles são uma família para mim, assim como a Williams é”, completou.

FÓRMULA 1; GEORGE RUSSELL; WILLIAMS;
George Russell teve atitudes questionáveis em Ímola (Foto: Williams Racing)

O piloto ainda afirmou que sua tentativa de ultrapassar Bottas foi bastante audaciosa, resultando numa etapa sem pontos para a Williams: “Talvez eu tenha entendido errado naquela ocasião porque, no final das contas, isso acabou com a minha corrida, a da nossa equipe e perdendo pontos.”

George comentou também que teve uma conversa privada com o chefe de equipe da Mercedes, que também é agente do britânico. Vale ressaltar que Russell é um dos favoritos para ocupar uma vaga na escuderia alemã no ano que vem – o que já foi comentado por Wolff, logo após o incidente com Bottas.

“O conteúdo [da conversa] permanecerá privado”, afirmou. “Ele tem dado muito apoio, muito construtivo. Nosso relacionamento não foi prejudicado em nada após o incidente, muito pelo contrário.”

Russell ainda não pontuou nesta temporada. Além do abandono em Ímola, ele ficou apenas na 14ª posição no GP do Bahrein, há um mês. A próxima etapa da temporada é o GP de Portugal, em Portimão. A corrida, terceira do ano, é já neste fim de semana.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube