Satisfeita com pneus de 2014, Pirelli torna a ressaltar estratégia de três paradas para GP da Austrália

Satisfeita com o desempenho da nova gama de pneus da F1, a Pirelli voltou a apostar em estratégia de três paradas para o GP da Austrália. Previsão de chuva, entretanto, pode colocar pneus intermediários e de pista molha de volta à corrida

icone_warmup REVISTA WARM UP 48 | GUIA DA F1 2014:
Tudo o que você precisa saber sobre o novo campeonato

Após a realização da primeira sessão classificatória na temporada 2014 da F1, a Pirelli segue satisfeita com o desempenho da nova gama de pneus do Mundial. Neste sábado (15), a fábrica de Milão teve a chance de rever os pneus intermediários e de pista molhada em ação, já que Lewis Hamilton cravou a pole-position na chuva. 
 
“Hoje nós finalmente vimos o ritmo relativo de todos os carros, mas o fator complicador foi a chuva”, ressaltou Paul Hembery, diretor-esportivo da Pirelli. “Esta foi a primeira vez que vimos os pneus intermediários e os de chuva desde uma breve sessão de testes em Jerez e, pela previsão do tempo, parece que vamos vê-lo mais vezes este fim de semana”, comentou o dirigente.
Lewis Hamilton, pole-position para o GP da Austrália (Foto: Getty Images)
A cobertura completa do GP da Austrália no GRANDE PRÊMIO
As imagens do sábado da F1 na Austrália
icone_TV Automobilismo na TV: a programação do fim de semana

“Nós vamos esperar para ver o feedback preciso dos times, mas, pelo que vimos até agora, estamos satisfeitos com o nível de performance dos intermediários e dos pneus de chuva nos carros de 2014”, declarou. “Apesar da complexividade destas revolucionárias novas máquinas, os times rodaram de forma confiável e forte na classificação”, continuou. 

 
Ainda, o dirigente se mostrou satisfeito com o trabalho de desenvolvimento feito pela fábrica italiana com os novos compostos. 
 
“As condições de hoje não serão representativas para o resto da temporada, então ainda é difícil tirar conclusões sólidas, pois o ritmo de corrida real será um fator determinante nesta temporada”, apontou. “Nós vimos várias abordagens diferentes no Q3, com tanto os intermediários como os de pista molhada sendo usados pelo top-10. Em especial, o trabalho de desenvolvimento que fizemos com os pneus de pista molhada e testamos em carros de geração anterior parece ter transferido melhorias para a F1 em 2014”, concluiu.
 
Na visão da Pirelli, se a prova acontecer com pista seca, a melhor estratégia é usar pneus macios nos dois primeiros trechos e completar a prova com compostos médios.
 
“A estretágia vai depender fortmente do clima, com um risco continuo de chuva amanhã. Se não chover, nós esperamos que a seguinte estratégia seja a mais rápida para a corrida de 58 voltas: largada com os macios, trocar para os macios novamente na volta 23 e trocar para os médios para o trecho final na volta 51”, afirmou a marca em um comunicado.
LEITOR DO GRANDE PRÊMIO TEM PREÇO ESPECIAL: viaje para Mônaco e acompanhe o GP mais tradicional do Mundial da F1 com a AMK VIAGENS. Veja aqui

Foto: Mais uma novidade nesta semana de início da F1: leitor/seguidor do GRANDE PRÊMIO tem preço especial na compra dos pacotes com a AMK Viagens. Já pensou em ir para Mônaco e acompanhar essa <a href=F1 imprevisível no glamour do Principado? Dica de amigo: dá uma olhadinha, fala com os amigos e entra em contato com o Edgar Efeiche para uma viagem em alta velocidade: http://www.amkviagens.com.br/2011/index.php/terrestres_internacionais/ver/104" src="https://fbcdn-sphotos-h-a.akamaihd.net/hphotos-ak-frc3/t1/s843x403/1239391_634676119915289_405699877_n.jpg" style="background-color: transparent;border: none;margin: 0px;padding: 0px;vertical-align: baseline;height: 215px;width: 580px;background-position: initial initial"/>

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube