Vettel diz que “é uma pena” que Michael Schumacher não acompanhe estreia de Mick

Michael Schumacher, ainda sofrendo as consequências do acidente de esqui, não acompanha a carreira do filho Mick de perto. Sebastian Vettel se ofereceu para aconselhar o jovem piloto

A temporada 2021 da Fórmula 1 já tem uma grande atração confirmada: é a estreia de Mick Schumacher, confirmado como piloto da Haas ao lado de Nikita Mazepin. O alemão chega cercado de expectativas, tanto pelo sobrenome famoso quanto por liderar a F2 em 2020. É um momento marcante, mas que também faz Sebastian Vettel lamentar: o compatriota disse que é “uma pena” que o pai Michael Schumacher não possa acompanhar a estreia de Mick.

“O Mick é um baita cara e, claro, eu tenho um vínculo muito especial com o pai dele”, disse Vettel, que tem Michael como um herói de infância. “É uma pena que o Michael não possa acompanhar a evolução do Mick nos últimos tempo, agora entrando na Fórmula 1. Da minha parte, eu gosto muito dele [Mick], nós nos damos bem e vou ficar feliz de contar tudo que sei”, seguiu.

Relacionadas


Michael não pode estar perto de Mick ainda por conta do grave acidente de esqui no fim de 2013. De lá para cá, a família apostou no segredo e restringiu informações sobre o real estado de saúde do heptacampeão. Relatos, entretanto, indicam que Schumi tem vida extremamente restrita, sem poder sequer falar e precisando usar os olhos para se comunicar.

F1; FÓRMULA 1; SEBASTIAN VETTEL; MICK SCHUMACHER;
Sebastian Vettel e Mick Schumacher se tornaram amigos(Foto: Reprodução)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Mick não tem uma figura paterna por perto, mas Vettel está disposto a ajudar tanto quanto possível. O piloto da Ferrari lembra que já pediu conselhos a Michael e que pode inverter papéis agora.

“A forma como eu olho para ele [Mick] é vendo como uma pessoa que eu posso ajudar, seja na vida ou nas pistas, falando algumas coisas que aconteceram na minha carreira. Eu acho muito importante ele ter seu próprio caminho e sua própria jornada, mas é claro que, da mesma forma que o Michael tinha algumas coisas para me contar quando eu perguntava, eu vou tentar o mesmo com ele [Mick]”, encerrou.

Mick Schumacher forma dupla com Nikita Mazepin na Haas. O alemão ainda não conquistou o título da F2, cuja temporada se encerra neste fim de semana, mas já somou os pontos que precisa para a superlicença.

Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da Fórmula 1 direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.