Pérez celebra “melhor sexta-feira do ano” em Baku e diz: “Finalmente entendi mais o carro”

Sergio Pérez puxou a fila no segundo treino livre em Baku e saiu bem satisfeito com o que a Red Bull mostrou. Para o mexicano, foi finalmente o momento em que entendeu seu novo carro

Sergio Pérez teve a melhor sexta-feira do ano com liderança no TL2 do GP do Azerbaijão, em Baku. O mexicano puxou a fila e saiu muito satisfeito não apenas com o resultado, mas com a forma que entendeu o carro e, assim, melhorou a guiada.

Pérez saiu do carro nesta sexta-feira (4) otimista, apontando para uma coleta rica de dados e para um ponto fundamental: finalmente se sentiu confortável na Red Bull.

Relacionadas


“Acho que tivemos um belo progresso. Depois de Mônaco, fizemos análises profundas e hoje eu senti que finalmente entendi mais o carro, como eu devo guiá-lo e coisas do tipo. Foi a melhor sexta-feira do ano. A mais completa em termos de dados e também em quão confortável eu me senti no carro”, disse.

Sergio Pérez saiu bem satisfeito do TL2 em Baku (Foto: Red Bull)

O mexicano adotou um tom mais cauteloso ao projetar o resultado, se colocando na briga em Baku, mas sem cravar que vai para vencer ou para um 1-2 com Max Verstappen, como aconteceu no TL2.

“Acho que estaremos, definitivamente, na briga. Tomara que amanhã a gente tenha uma volta limpa boa, isso é muito importante. Temos trabalho a fazer até de noite atrás de mais alguns décimos. E aí vamos para a disputa”, completou.

Pérez vem na quinta colocação no Mundial de F1 2021, ainda em busca do primeiro pódio. O mexicano, no entanto, garante que só uma vitória o satisfaria na nova equipe.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da Fórmula 1 direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.