F1

Sirotkin deixa perda de vaga para trás e torce por volta por cima da Williams: “Só desejo o melhor”

Após uma temporada pela equipe inglesa, Sergey Sirotkin comentou com tristeza sobre o time que chamou atenção de forma negativa na pré-temporada da Fórmula 1

Grande Prêmio / Redação GP, de Campinas
O russo Sergey Sirotkin foi dispensado da Williams depois de apenas uma temporada na Fórmula 1. Sem resultados empolgantes com o time de Grove, que foi o último colocado no campeonato de construtores de 2018, Sirotkin assinou com a Renault para se tornar plloto de testes e terá uma participação especial nas 1000 Milhas de Sebring, que acontecem no próximo dia 15, pelo WEC.

A Williams chamou a atenção de forma negativa na pré-temporada da F1, realizada em Barcelona. A equipe não conseguiu colocar o modelo FW42 na pista nos dois primeiros dias, e registrou tempos muito abaixo das outras concorrentes. Sergey comentou com tristeza sobre a atuação do ex-time, deixando para trás a tristeza pela perda da vaga para Robert Kubica.

"Nós sabemos que a equipe está em uma posição muito difícil, mas, ao mesmo, tenho tantos grandes amigos lá, muita gente", disse o russo em entrevista à revista britânica 'Autosport'. "Sei que só passamos uma temporada juntos, mas é um ano muito longo e passamos muitos dias juntos na fábrica e nas pistas, trabalhando em uma situação difícil. Sinto que fiquei lá pra sempre". comentou.
Sergey Sirotkin esteve com a Williams em 2018 (Foto: Williams)
Apesar de ter somado apenas um ponto no campeonato passado pelo time, Sirotkin garante que o trabalho na fábrica e na garagem sempre foi duro, e que a equipe merece mais do que o desempenho que vem sendo apresentado nas pistas.
 
"Eu sei o quanto trabalhamos juntos para fazer o desenvolvimento e sinto muito por eles, por conta de dificuldades, não vemos resultados em termos de performance", declarou. "Eu prefiro não comentar muito. Conheço as pessoas lá e sei o que eles merecem. Só quero desejar o melhor pra eles, e que consigam o que merecem", finalizou.

A temporada da Fórmula 1 começa no próximo dia 17, com o GP da Austrália, que acontecerá no circuito de Albert Park, em Melbourne. Os pilotos da Williams em 2019 serão o polonês Kubica e o inglês George Russell.